Tempo
|

"Da Capa à Contracapa" celebra 3 anos. Ouça aqui alguns dos melhores programas

25 abr, 2020 - 18:50 • José Pedro Frazão

Foram mais de 150 debates, semana após semana, sobre a sociedade portuguesa e muito mais. No "Da Capa à Contracapa", programa da Renascença em parceria com a Fundação Francisco Manuel dos Santos, falámos de temas tão diversos como a exploração espacial ou dos oceanos , de educação, saúde, ciência, história, artes, das relações internacionais e das políticas económicas. Tudo com base em livros publicados pela FFMS, nos seus autores mas também nos melhores especialistas, analistas e ensaístas de cada área.

A+ / A-

Preparámos-lhe acesso direto a uma selecção de vinte programas com um olhar global sobre a sociedade, os nossos vínculos, as nossas crenças e os nossos preconceitos. Um olhar sobre os nossos hábitos no novo mundo audiovisual, sobre a ciência, demografia, educação e saúde, para além de temas inesperados como o humor, a cerveja ou a alimentação.

Os três anos de programa podem escutados em formato "podcast" aqui ou através das plataformas digitais habituais.

A importância dos laços sociais na nossa vida

Até que ponto o que somos depende de quem nos rodeia? Como pode um grupo transformar o nosso comportamento? Que consequências tem o isolamento social na nossa vida?

Maria Luisa Lima é psicóloga social, professora no ISCTE e autora de “Nós e os Outros, o poder dos laços sociais". Com a escritora e jornalista Isabel Stilwell debateu em janeiro de 2018 as relações que mantemos com os outros e que nos ajudam a definir quem somos.

A Cidadania e a protecção da Natureza

Em tempo de seca e de protestos juvenis, Sofia Guedes Vaz e Alfredo Cunhal Sendim discutiram em março de 2019 os movimentos de cidadania em torno da defesa do Ambiente.

A investigadora e engenheira ambiental Sofia Guedes Vaz, doutorada em Filosofia da Natureza é autora do ensaio “Ambiente em Portugal”, publicado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS).

Alfredo Cunhal Sendim é engenheiro zootécnico de formação. Tornou-se nas últimas décadas uma figura de referência na agricultura biológica. Gere a Cooperativa de Usuários do Freixo do Meio, uma herdade e comunidade onde se recupera o montado alentejano e onde exerce agroecologia.

O Racismo em Portugal

Como reagem os portugueses às diferenças culturais e étnicas? Pessoas de diferentes raças são tratadas de igual modo em Portugal?

Em março de 2019, debatemos o racismo em Portugal, com o antropólogo e especialista em migrações e estudioso de comunidades ciganas José Pereira Bastos e Johnson Semedo, fundador da Academia do Johnson onde atua na prevenção de situações de risco de jovens que vivem em bairros problemáticos de Lisboa e da Amadora.

O que inquieta crentes e não crentes

No Natal de 2017, conversámos sobre o que distingue e aproxima crentes e não crentes, o que os inquieta no seu dia-a-dia, num debate com o padre Alexandre Palma e o jornalista Henrique Monteiro.

Alexandre Palma é professor de Teologia da Universidade Católica e padre do Patriarcado de Lisboa. Henrique Monteiro, antigo director do “Expresso” e ex-director editorial do Grupo Impresa e comentador habitual da Renascença.

Decisões no fim da vida

As nossas escolhas determinam o nosso futuro. Em março de 2020, debatemos a dignidade no fim da vida e o testamento vital, uma forma de garantir que receberemos os tratamentos que autorizámos.

Os convidados foram Lucília Nunes, enfermeira e doutorada em Filosofia, vice-presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida e autora do livro "E quando eu não puder decidir?", editado pela FFMS, e António Maia Gonçalves, especialista em Medicina Interna e Cuidados Intensivos, responsável pelo departamento de Cuidados Intensivos da Casa de Saúde da Boavista, no Porto e autor do livro "Reanimar?"

Um olhar sobre os nossos hábitos no novo mundo audiovisual

A arte de contar e a magia do cinema

O crítico de cinema João Lopes escreveu o ensaio “Cinema e história, aventuras narrativas”, um texto sobre a importância humana da arte de contar e sobre a magia do cinema.

Em junho de 2018, juntou-se ao cineasta Joaquim Sapinho, professor na Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, num programa para falar do cinema, da forma como o cinema conta histórias e como nos dá um olhar sobre a realidade que mais nenhum meio consegue dar.

O Digital na nossa vida

Que mudanças se operaram com o despertar deste novo mundo? Num tempo em que tudo está em rede, a sociedade está a criar novas dependências perigosas? É possível e é necessário viver o digital de outra forma na nossa vida?

Em novembro de 2019, o programa foi até à WebSummit debater as mudanças operadas numa sociedade digital com dois ensaístas.

O debate teve como participantes António Araújo, historiador e diretor de publicações da FFMS e Fernando Ilharco professor e especialista em comunicação da Universidade Católica Portuguesa.

A liberdade de imprensa e a democracia

As liberdades de expressão e de imprensa cruzam-se com a noção de democracia. O jornalismo tem um papel central neste regime mas vive uma acentuada crise de modelo de negócio.

A importância dos media foi debatida em fevereiro de 2018 por José Manuel Fernandes, jornalista e director editorial do Observador e Pedro Norton, antigo presidente executivo do Grupo Impresa.

Redes sociais, ameaça ou aliada da democracia ?

Ponto de encontro de milhões, local de denúncia de injustiças e crimes, difusor de causas e campanhas, as redes sociais são também local de difamação, notícias falsas e propaganda perigosa.

Em março de 2019, debatemos o impacto das Redes Sociais na sociedade e na democracia com os convidados João Villalobos e Miguel Somsen.

João Villalobos, consultor especializado em comunicação institucional e de crise, tendo trabalhado com diversas empresas, instituições e personalidades.

Miguel Somsen é jornalista e criativo da TVI. Escreveu nas últimas duas décadas em diversas publicações. É professor de escrita criativa e verdadeira estrela portuguesa do Facebook como MC Somsen.

Ciência

Os Cientistas Portugueses

Quem são os portugueses que fazem ciência? Só uma ínfima minoria dos cientistas doutorados consegue entrar para os quadros de uma universidade, apesar do rápido desenvolvimento nas últimas décadas.

David Marçal, bioquímico, divulgador de ciência e coordenador da rede GPS-Global Portuguese Scientists, escreveu "Os Cientistas Portugueses" para a Fundação Francisco Manuel dos Santos e foi um dos convidados do programa em março de 2019.

E porque metade destes cientistas são mulheres, a outra convidada deste programa foi uma das cientistas portuguesas mais galardoadas com o Prémio Pessoa. Maria Manuel Mota é bióloga, investigadora, dedica-se há mais de 20 anos a estudar o parasita da malária e dirige o Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes.

A Ciência e o Universo

No balanço do mês da Ciência e da Educação e do “Encontro Ciência e Universo” da Fundação Francisco Manuel dos Santos, em novembro de 2019, serviu de mote a um debate com dois moderadores desse Encontro.

Zita Martins, astrobióloga e Professora Associada no Instituto Superior Técnico, foi investigadora no Imperial College de Londres e é co-investigadora de duas missões espaciais da Agência Espacial Europeia.

Vitor Cardoso é professor de Física do Instituto Superior Técnico (IST), onde lidera o grupo de investigação da gravidade no Centro de Astrofísica e Gravitação e estuda a física dos buracos negros.

Demografia, Educação e Saúde

Pertencem à chamada população ativa e na maioria têm mais qualificações que os pais. Seguiram uma profissão e por terem uma carreira tiveram menos filhos e mais tarde. Cuidam dos filhos, alguns já adolescentes, muitos olham também pelos pais.

Em maio de 2018, tentámos conhecer melhor a geração dos que têm hoje entre 40 e 50 anos, que vivem entre o passado e o chamado “novo futuro”.
Têm mais 20 a 25 anos de trabalho pela frente e imaginam que um dia terão a tal pensão merecida que lhes assegure a reforma. Até porque a sua esperança de vida provavelmente rondará o dobro da sua idade agora.

Foram convidados Maria João Valente Rosa, especialista em demografia e então diretora da Pordata e o escritor e habitual comentador da Renascença, Jacinto Lucas Pires, que nasceu em 1974.

A aprendizagem na infância

O que estamos a fazer bem e mal nas nossas escolas? Que desafios existem na educação das crianças do ensino básico ?

Em jeito de balanço do ano escolar, em julho de 2019, convidámos a antiga secretária de Estado do Ensino Básico e Secundário, Isabel Leite, membro do Conselho Consultivo do EDULOG (‘think tank’ da Fundação Belmiro de Azevedo) e professora na Universidade de Évora.

Para debater o tema da aprendizagem na infância, convidámos também Margarida Afonso, autora do livro "O valor do ensino experimental" e professora na Escola Superior de Educação de Castelo Branco.

A criatividade nas salas de aula

A escola promove ou mata a criatividade? Será função da escola promover a criatividade? Como pode a escola desenvolver competências ou aptidões que se possam dizer criativas? E como deve a escola mudar para alcançar esse objectivo?

Dois professores portugueses, considerados inovadores e promotores da criatividade dos seus alunos nas suas escolas e salas de aula vieram partilhar ideias num programa em outubro de 2018.

Rui Lima é professor do 1.º ciclo e director pedagógico do Colégio Monte Flor, em Carnaxide, recebeu o prémio Microsoft Innovative Educator Expert em 2011, 2013, 2014, 2015 e 2016. Autor do livro “A escola que temos e a escola que queremos”.

Carlos Cunha, professor de Física e Química, coordenador de Projectos na Escola Secundária Dom Manuel Martins, em Setúbal, criou uma Sala de Aula do Futuro, onde se utilizam ferramentas tecnológicas para complementar a aprendizagem dos alunos.

Os desafios da Saúde Digital

A reforma do setor da saúde implica inovação tecnológica e com a revolução digital abre-se um desafio para Portugal.

Num programa emitido em outubro de 2019, debatemos a proposta de um sistema de saúde digital para o Século XXI.

Os convidados foram os gestores Francisco Roxo e José Mendes Ribeiro, autor do ensaio Saúde Digital, em lançamento pela Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Como será o futuro das políticas de saúde em Portugal?

Num país envelhecido, os sistemas de saúde podem não aguentar a pressão. "Envelhecimento e políticas de saúde" é o título do livro de Teresa Rodrigues, professora no Departamento de Estudos Políticos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas.

Em setembro de 2018, foi convidada do programa que contou ainda com Edmundo Martinho, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Existem limites para o humor?

O que faz o humorista com o enorme poder social que tem hoje? Que relação com a política? E com as redes sociais?

Ao longo dos tempos, muitos autores associaram a inteligência ao sentido de humor, a capacidade de nos rirmos de nós próprios à nobreza de carácter ou a capacidade de rir da desgraça quase uma virtude.

Ricardo Araújo Pereira e Joana Marques debateram o lugar do humor na sociedade em janeiro de 2020.

O que seria de nós sem a cerveja

O escritor Afonso Cruz e o antigo Presidente da Comissão Vitivinícola da Região dos Vinhos de Lisboa, Vasco d’Avillez, foram os convidados do programa centrado num retrato inusitado intitulado “O macaco bêbado foi à ópera”.

Afonso Cruz, também ilustrador, músico, realizador e produtor de cerveja artesanal, escreveu sobre a civilização e a evolução da nossa espécie, levada por um certo estado de embriaguez até à atualidade.

Um programa emitido em maio de 2019 que contou ainda com Vasco d’Avillez, antigo presidente da Comissão Vitivinícola da Região dos Vinhos de Lisboa e da Viniportugal.

O que devemos comer

Em vésperas de dia mundial da alimentação, em outubro de 2019, falámos sobre o que devemos comer e como é que a ciência nos entra pela cozinha.

Convidámos uma nutricionista, Conceição Calhau, professora da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, onde é também professora de Nutrição e Metabolismo. O nosso outro convidado foi o Chef Kiko Martins.

Prisões em Portugal

Catarina Frois passou dois anos a conhecer as prisões portuguesas. Dessa investigação nasceu o livro “Prisões” da Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Em fevereiro de 2020, a antropóloga juntou-se a Duarte Fonseca, Diretor da APAC-Portugal, organização que apoia os reclusos a voltar à vida ativa ainda dentro da prisão e quando saem, para falar sobre o estado do sistema prisional.



Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.