Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Da Capa à Contracapa
Os grandes temas da atualidade em debate à Terça-feira, depois das 23h, na Edição da Noite. Uma parceria da Renascença com a Fundação Francisco Manuel dos Santos.
A+ / A-
Arquivo
O futuro dos livreiros e das livrarias

​Da Capa à Contracapa

O futuro dos livreiros e das livrarias

22 nov, 2022


O livro “A Religião dos Livreiros” serve de ponto de partida para o programa desta semana, com a participação do autor Carlos Bobone e com o escritor, jornalista e editor Francisco José Viegas.

Sabia que ainda hoje conhecemos alguns livreiros da Roma Antiga? Sabia que a Livraria Barateira montou o seu primeiro sistema anti-roubo construído por crianças? Ou que uma simples gralha pode fazer aumentar o preço de um livro em milhares de euros?

Neste “Da Capa à Contracapa” falamos da história e da vida dos livreiros e das livrarias. E também do seu futuro, da diversidade da oferta atual, dos bibliófilos, das bibliotecas, dos leilões e das livrarias independentes.

Um programa a propósito do lançamento do livro “A Religião dos Livreiros”, com a participação do autor Carlos Bobone e com o escritor, jornalista e editor Francisco José Viegas.

O programa “Da Capa à Contracapa” é uma parceria da Renascença com a Fundação Francisco Manuel dos Santos para debater os grandes temas da atualidade. Vai para o ar à terça-feira à noite depois das 23h15, na Edição da Noite. As conversas são moderadas pelo jornalista José Pedro Frazão.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.