Tempo
|
Da Capa à Contracapa
Os grandes temas da atualidade em debate à Terça-feira, depois das 23h, na Edição da Noite. Uma parceria da Renascença com a Fundação Francisco Manuel dos Santos.
A+ / A-
Arquivo
Da Capa à Contracapa - A escola promove ou mata a criatividade? - 27/10/2018
Da Capa à Contracapa - A escola promove ou mata a criatividade? - 27/10/2018

Da Capa à Contracapa

A escola promove ou mata a criatividade?

27 out, 2018


Dois professores portugueses, considerados inovadores e promotores da criatividade dos seus alunos nas suas escolas e salas de aula, Carlos Cunha e Rui Lima, falam sobre as escolas portuguesas.

A escola promove ou mata a criatividade? Será função da escola promover a criatividade? Como pode a escola desenvolver competências ou aptidões que se possam dizer criativas? E como deve a escola mudar para alcançar esse objectivo?

Esta semana no "Da capa à Contracapa" dois professores portugueses, considerados inovadores e promotores da criatividade dos seus alunos nas suas escolas e salas de aula, Carlos Cunha e Rui Lima, falam sobre as escolas portuguesas.

“Escolas inovadoras, crianças criativas”, é o tema do Mês da Ciência e Educação da Fundação Francisco Manuel dos Santos que dia 31 de Outubro volta a debater o tema na Torre do Tombo em Lisboa numa sessão aberta ao público.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.