A+ / A-
Lisboa

Medina diz que nomeação do padre Américo Aguiar como bispo auxiliar é "sinal de renovação geracional"

01 mar, 2019 - 13:00 • Ana Lisboa

Autarca de Lisboa diz que escolha do Papa Francisco, anunciada esta sexta-feira, é motivo de "grande alegria".
A+ / A-
Fernando Medina saúda D. Américo Aguiar pela sua nomeação para bispo auxiliar de Lisboa
Fernando Medina saúda D. Américo Aguiar pela sua nomeação para bispo auxiliar de Lisboa
Ouça aqui a reação de Fernando Medina à nomeação de D. Américo Aguiar

Leia também:


O presidente da Câmara Municipal de Lisboa saudou “vivamente a indicação do Padre Américo Aguiar como novo Bispo Auxiliar de Lisboa”.

Para Fernando Medina, a nomeação anunciada esta sexta-feira marca “o reconhecimento daquilo que tem feito ao longo destes muitos anos em várias áreas de intervenção cívica, religiosa em vários locais do país”.

Além disso, o autarca destaca que D. Américo Aguiar “tem-se afirmado como um dos padres mais importantes, mais relevantes na Igreja Católica Portuguesa" e sublinha que a sua nomeação para bispo auxiliar de Lisboa "marca uma transição geracional”.

Esta é, pois, “uma notícia feliz, na medida que vai trazer, certamente, um dinamismo e uma grande alegria no desempenho das suas funções, em particular, agora que Lisboa vai receber as Jornadas Mundiais da Juventude, um momento ao qual o Padre Américo está muito ligado desde toda a mobilização para que conseguíssemos promover a vinda das Jornadas para Portugal e para Lisboa”.

Nesse sentido, Medina sublinha que “vai ser um enorme gosto poder trabalhar com ele nos próximos anos, na concretização das Jornadas e que elas sejam, em Lisboa, as melhores e as maiores que já aconteceram”
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.