A+ / A-

Ana Lisboa


Depois de uma licenciatura em filosofia, a passagem por uma rádio local levou-me a enveredar pela comunicação social. Ingressei na Renascença em 1988. Após 30 anos de jornalismo, recordo com carinho três trabalhos de âmbito distinto: a cobertura de uma viagem presidencial de Mário Soares a França, um trabalho sobre adoção premiado pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa com uma Menção Honrosa e a reportagem da inauguração da Ponte Vasco da Gama que foi palco de uma feijoada que reuniu 15 mil pessoas e que levou à inscrição de mais um recorde original nas páginas do Guiness. Dediquei-me durante alguns anos à área social e agora faço parte da equipa de religião.
Para além do trabalho, tenho como hobby e hábito ouvir música. Dá-me ânimo, ajuda a descontrair, a relaxar, é um verdadeiro alento para a alma.