Legislativas 2024

⏱️ A campanha em 37 segundos. E ao sexto dia, o negacionismo climático entrou no comboio

01 mar, 2024 - 22:50 • Ana Kotowicz

Gaffe do dia foi para Nuno Melo que pediu a eleição de Pedro Nuno Santos.

A+ / A-

3, 2, 1... 🚀

Aconteceu nas últimas horas de campanha:
  • Fast forward. Montenegro volta a ter de explicar os parceiros: Oliveira e Sousa acha que "o planeta tem vida própria" e o carimbo de negacionista foi mais difícil de tirar que a tinta verde. O Livre piscou o olho à direita e voltar a vestir a camisa de oposição foi mais complicado que tirá-la. Sem barões ao seu lado, Pedro Nuno Santos lembra que o PSD teve mais líderes que o PS, e chamou António Costa para dar peso à campanha. O barão Durão Barroso foi ao comício da AD, mas a gaffe foi de Nuno Melo. "Merecemos uma vitória que permita ao Pedro Nuno Santos ser primeiro-ministro. (...) Enganei-me. Deus me livre. Cruzes."

🤚🏻🥛 Pausa para respirar: Se votar no Porto, estou a eleger Ventura? Não. E Inês Sousa Real? Também não. A jornalista Salomé Esteves fez o trabalho coca-bichinhos e diz-lhe quem são todos os candidatos à Assembleia da República para não se enganar. Os líderes partidários são cabeça de lista por um círculo, e só nele os votos contam para a sua eleição. Se quiser que Mortágua seja deputada, só contribui para isso se votar BE na capital.

🔥 Enquanto isso, nos bastidores:

  • 📈 A ADN cresce nas sondagens e isso deixou os comentadores confusos.
  • 📹 Para pôr fim às confusões, a AD fez um vídeo a explicar que não é a ADN.
  • 🧬 Montenegro sublinhou o sublinhado: "A ADN não tem nada a ver connosco." Carlos Moedas baralhou os baralhados: “Têm de prestar atenção ao ADN da AD.” E Rui Rocha, da IL, chamou Alternativa Democrática ao parceiro desejado.
  • ⛈️Bruno Fialho, presidente da ADN, não acha piada a nada disto. "Durante 50 anos não houve confusão entre PS e PSD, que também só têm uma letra de diferente. Acho que não era isto que Luís Montenegro queria dizer porque os portugueses não são burros."

⚠️Se lhe passou despercebido...

📌OS NOSSOS DESTAQUES

  • Trilha da Campanha: “Eu ‘tou bem, tu também ‘tá bem”
  • Fact Check: Paulo Núncio defendeu novo referendo ao aborto?
  • Uma lata de tinta, Passos Coelho e as divergências com o parceiro de coligação
  • O PS "está bem"? A falta de pesos pesados, apuros nas sondagens e uma frente de esquerda a deslaçar
  • Chega. Sonho de vitória e desdém pela AD, mas com pressão para acordo
  • Iniciativa Liberal. Reuniões à porta fechada e o sonho de dar a mão à AD
  • CDU. Bastante rua, novo líder e em busca de resultados antigos
  • BE ataca "legado da maioria", mas poupa Pedro Nuno Santos
  • PAN. Marcação cerrada à direita e uma caravana que não se move só pelo ambiente
  • Livre. Tentação de ser "fiel da balança" provoca discussão à esquerda
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+