Tempo
|
A+ / A-

I Liga

Sérgio Conceição em silêncio após empate do FC Porto no Estoril

17 set, 2022 - 21:18 • Redação

Treinador do FC Porto não compareceu na "flash interview", nem em conferência de imprensa, em protesto, devido a uma pergunta a Taremi na entrevista rápida. Sérgio também já não fizera antevisão do jogo da sétima jornada do campeonato.

A+ / A-

Sérgio Conceição não fez análise ao empate do FC Porto no terreno do Estoril Praia, nem em conferência de imprensa nem na "flash interview".

O autocarro do FC Porto deixou o Estádio António Coimbra da Mota sem declarações do treinador, depois do deslize (1-1) no jogo da sétima jornada do campeonato, o segundo encontro consecutivo sem vencer.

O diretor de informação e comunicação do FC Porto confirmou, no Twitter, que a decisão de Sérgio Conceição foi motivada por uma questão colocada a Mehdi Taremi na "flash". O repórter perguntou ao avançado iraniano sobre alegadas simulações de penálti, nomeadamente no jogo com o Atlético de Madrid, da Liga dos Campeões, em que foi expulso.

O regulamento da Liga dita que as questões naquele espaço de entrevista devem ser exclusivamente dedicadas ao jogo a que diz respeito.

"Vergonhoso o comportamento do jornalista da Sport TV nas perguntas ao Taremi. Estes corajosos nunca na vida fazem uma pergunta difícil aos de Lisboa. Em protesto e muito bem, Sérgio Conceição não compareceu na 'flash'", escreveu Francisco J. Marques nas redes sociais.

Caso semelhante, após um jogo do Sporting, valeu processo disciplinar a uma repórter da Sport TV, Rita Latas. O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol acabou por não sancioná-la.

O treinador do FC Porto também não fez a antevisão do jogo em conferência de imprensa, na sexta-feira. Sérgio Conceição ainda não quebrou o silêncio desde a goleada (4-0) sofrida com o Club Brugge, a contar para a Champions, e o subsequente apedrejamento do carro onde seguia a sua família, à saída do Estádio do Dragão, na terça-feira.

Ataque à família de Sérgio Conceição


O carro onde seguia a família de Sérgio Conceição foi alvo de um apedrejamento, na noite de terça-feira, após a goleada (4-0) sofrida pelo FC Porto diante do Club Brugge, a contar para a Liga dos Campeões, segundo confirmou PSP à Renascença, na manhã seguinte.

A mulher, Liliana, e dois dos filhos, Rodrigo (que integra a equipa principal do Porto) e José, do treinador do FC Porto seguiam na viatura. A PSP confirmou a ocorrência de um ataque, no entanto, também informou não ter recebido queixa formal, nem haver registo de feridos.

Na quarta-feira, em comunicado no site oficial, o FC Porto repudiou "totalmente" o ataque, lamentou a "falta de proteção das autoridades" e apelou a que o autor ou autores do que classificou como um "ato selvagem" fossem rapidamente identificados e responsabilizados.

Na sexta-feira, em comunicado, a PSP informou que tinha identificado os suspeitos do ataque ao carro da família de Sérgio Conceição, "tendo esse facto sido participado às entidades judiciárias competentes".

O FC Porto sofreu uma das piores derrotas da era Sérgio Conceição, na terça-feira, com o Club Brugge. Os dragões perderam por 4-0 e continuam sem pontos, ao fim de duas jornadas do grupo B da Liga dos Campeões

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+