Tempo
|
A+ / A-

Jornalista alvo de processo disciplinar por pergunta ao treinador do Sporting

31 ago, 2022 - 20:05 • Pedro Mesquita

Decisão do Conselho de Disciplina da FPF. Sindicato dos Jornalistas diz tratar-se de um atropelo nunca visto à liberdade de imprensa, consagrado na Constituição.

A+ / A-

É uma decisão sem precedentes. Uma jornalista da SportTV foi alvo de um processo disciplinar do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por ter feito uma pergunta ao treinador do Sporting.

A decisão surge devido a uma questão colocada por Rita Latas sobre o jogador Slimani, a Ruben Amorim, na entrevista rápida realizada após a derrota do Sporting com o Desportivo de Chaves, na 4.ª jornada da Liga.

Em comunicado, o Conselho de Disciplina indica que "está obrigado a sancionar em processo sumário ou a instaura processo disciplinar quando chegam ao seu conhecimento indícios da prática de ilícito disciplinar".

Entre as duas opções , o orgão optou instaurar um processo "para que no seu âmbito pudesse, através de uma reflexão mais detida, ser ponderada a necessidade de concordância entre a proteção dos valores desportivos e a proteção da liberdade de expressão".

"Os jornalistas que desempenham as suas funções por ocasião do jogo são agentes desportivos", lê-se, ainda.

Sindicato diz-se "estupefacto"

Contactado pela Renascença, o presidente do Sindicato dos Jornalistas, Luís Simões, diz tratar-se de um atropelo nunca visto à liberdade de imprensa, consagrado na Constituição.

“Com total estupefação. Eu não me lembro de um atropelo maior ao que está consagrado na Constituição, a liberdade de imprensa. Um jornalista não é nem nunca será um agente desportivo, como se diz, e as perguntas dos jornalistas não podem ser combinadas nem protocoladas”, afirma o Luís Simões.

O Sindicato dos Jornalistas promete agir judicialmente, perante um caso que o deixou estupefacto.

“Nós vamos agir com uma ação. Estou em contacto com o nosso departamento jurídico e vamos ver a melhor forma de o fazer. Porque não entendo como é que um conselho composto por eminentes juristas pode de ânimo leve fazer algo que todos eles sabem que viola a Constituição e viola este princípio sagrado da liberdade de imprensa e de expressão e de perguntar o que nós entendemos que devemos perguntar”, sublinha Luís Simões.

O processo disciplinar à jornalista da SportTV teve por base uma indicação do delegado do Sporting, que pediu ao delegado da Liga que escrevesse no relatório a pergunta de Rita Latas, por ser uma questão fora do contexto do jogo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • aureo hora
    31 ago, 2022 matosinhos 19:49
    e so uma peque observaçao, por que e que o sergio perguntam tudo o que e pessoal so falta perguntar onde caga e ainda nao vi ninguem ser punido estranho nao lisboa e lisboa

Destaques V+