Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Legislativas 2024

Ventura aproveita Passos Coelho para abanar AD: "Veio dar uma estalada a Montenegro"

26 fev, 2024 - 22:50 • Tomás Anjinho Chagas

Líder do Chega aproveita aparecimento de ex-primeiro-ministro para sugerir que PSD e Chega vão ter de se entender e deixa convite a Passos Coelho: "Desconfio que até ao fim do ano ainda se muda para o Chega".

A+ / A-

Veja também:


Continua a ser uma figura relevante no espaço público em Portugal e as reações dos partidos denunciam isso mesmo: Passos Coelho agita o panorama político sempre que dá a cara e esta segunda-feira voltou a agitá-lo ao aparecer ao lado de Luís Montenegro, em Faro, para a campanha da Aliança Democrática (AD).

Habituado a reagir rapidamente, André Ventura aproveitou a presença de "um amigo" - a quem mandou um abraço - na campanha para desestabilizar o PSD. Foi durante o discurso desta segunda-feira à noite, em Sever do Vouga, distrito de Aveiro.

O líder do Chega afirmou que Passos Coelho apareceu "para dar uma estalada a Montenegro".

Vincando que Passos Coelho falou de imigração, "ideologia de género" e de "governabilidade, André Ventura deixa a questão no ar: "Eu pergunto, Pedro Passos Coelho terá ido apoiar Montenegro, ou dar um estalo na cara e uma lição a Montenegro?".

Antes de entrar para um salão de eventos - onde foram servidos mais de 330 jantares a militantes, segundo um dos funcionários que ali trabalhava - André Ventura sugeriu, em declarações aos jornalistas, ao início da noite, que Passos Coelho apontou a Montenegro que o caminho da AD deve ser entender-se com o Chega.

"[Passos Coelho] indicou que o único caminho que a direita tem é este", referiu o presidente do Chega. Sem explicar o que é o "este", André Ventura deixa no ar que Passos Coelho defende um entendimento entre PSD e Chega.

Em novembro do ano passado, o antigo primeiro-ministro defendeu perante alunos do Secundário, em Oeiras, Lisboa, que o Chega não é um partido "anti-democrático". "Tem toda a legitimidade de existir", disse Passos Coelho na altura em declarações citadas pela revista Visão.

Além de fazer uma leitura própria das palavras de Passos Coelho, André Ventura também deixa uma porta aberta para que o antigo primeiro-ministro se junte ao partido.

"Com muitas discordâncias que eu tenho com Passos Coelho, tenho de dizer que ele hoje fez um bom serviço à democracia. Saiu de sua casa para dizer aos 'laranjinhas' que ser cópia do PS não dá, querer ser o 'PS 2' não funciona, e que o país precisa mesmo de uma rotura. Eu desconfio que até ao final da campanha, final do ano, ou pior das hipóteses até ao fim do ano, Passos Coelho ainda se muda para o Chega", afirmou Ventura.

Convite a um PSD "igual ao PS"

O aliciar de André Ventura está em linha com aquilo que tem sido dito pelo líder do Chega em diversos debates, incluindo frente a Luís Montenegro, mas entra em colisão com o que tem vindo a defender constantemente e com ainda mais veemência na campanha: o PSD é igual ao PS.

"PS e PSD são exatamente a mesma coisa", vincou no final do discurso em Sever do Vouga, já noite dentro.

Ventura insiste em colar os dois maiores partidos para se intrometer entre eles: "O que é que Montenegro fará diferente de António Costa, pouca coisa. O que é que PSD fará diferente do PS nas forças de segurança? Nada", considera. Ainda assim, mantém a abertura para negociar com a AD no pós-eleições.

A caravana do Chega desloca-se, esta terça-feira, para Braga, onde vai fazer a segunda de três arruadas na campanha eleitoral, e vai continuar a apostar nos comícios.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ze
    27 fev, 2024 aldeia 10:25
    foi dar uma estalada e ensinar que o melhor seria coligar-se com o Chega se quiser ser alternativa de governo.

Destaques V+