Tempo
|
A+ / A-

Comentários racistas sobre filho dos duques de Sussex não partiram da rainha

08 mar, 2021 - 18:39 • Hélio Carvalho

A Rainha Isabel II e o príncipe Filipe escaparam às acusações de ataques racistas, mas não se safaram de críticas à estrutura monárquica britânica.

A+ / A-

A entrevista de Oprah Winfrey aos duques de Sussex, transmitida esta madrugada, deu a conhecer alguma da pressão e discriminação que Meghan Markle sofreu durante os anos que passou na família real, mas as declarações que causaram maior controvérsia foram os alegados comentários sobre o seu filho, Archie.

Na entrevista, Meghan disse que houve “conversas sobre o quão escura seria a pele de Archie quando nascesse” e o seu marido, Harry, confessou-se “chocado” quando ouviu os comentários. Mas Harry recusou revelar quais foram os membros da família real a fazer os comentários sobre a pele do filho do casal.

Entretanto, Oprah Winfrey afirmou esta manhã à televisão que transmitiu a entrevista, CBS, que tentou que o príncipe lhe dissesse a identidade dos sujeitos, mas Harry apenas disse que garantiu que “nem a sua avó nem o seu avô fizeram parte das conversas”.

O racismo foi um aspeto muito abordado ao longo da entrevista. Harry lamentou que Meghan, filha de mãe negra e pai branco, tenha sido alvo de vários ataques racistas ao longo dos anos nos tabloides britânicos, que considerou serem uma “autêntica campanha de difamação” do casal.

Apesar da Rainha Isabel II ter saído ilesa dessa parte da entrevista, a monarca não se livrou de críticas – não tanto direcionadas a si, mas antes ao sistema arcaico da família real. Meghan criticou as vénias obrigatórias à avó do marido, mesmo quando mais ninguém estava presente, e de como a estrutura em torno da família real perpetuava rituais desatualizados.

A entrevista à CBS terá durado três horas e meia, mas Oprah Winfrey disse que esta foi reduzida consideravelmente, para duas horas. A entrevistadora elogiou ainda o casal por querer fazer a entrevista há muito tempo e acredita que o impacto será duradouro.

“Foi uma entrevista fantástica. Acho que vamos falar dela durante 20 anos”, disse a estrela da televisão americana.

O duque e a duquesa de Sussex deixaram de ser membros seniores da realeza britânica em março de 2020 e vivem agora no estado norte-americano da Califórnia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+