A+ / A-

Aeroportos de Lisboa e Faro com combustível "ainda aquém das necessidades diárias habituais"

17 abr, 2019 - 12:47 • Cristina Nascimento

ANA Aeroportos sublinha que passageiros devem informar-se junto das companhias aéreas "sobre eventuais impactos" da greve dos motoristas de treansporte de matérias perigosas.​
A+ / A-

Veja também:


A ANA Aeroportos esclarece que o abastecimento de combustível nos aeroportos de Lisboa e Faro já foi retomado, mas ainda está "aquém das necessidades diárias habituais".

Em comunicado enviado à Renascença, a empresa gestora dos aeroportos refere que foi "retomado o fornecimento de combustível aos aeroportos" e que as companhias aéreas e "handlers" estão "a trabalhar no plano de recuperação com vista à normalização do abastecimento e da operação aeroportuária".

Ainda assim, a nota refere "as companhias aéreas mantêm ativos os seus planos de contingência e os passageiros devem informar-se junto das mesmas sobre eventuais impactos" da greve dos motoristas de treansporte de matérias perigosas.

Da reunião da última noite, entre a Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Mercadorias Perigosas, mediada pelo Governo saiu apenas o compromisso de respeitar os serviços mínimos. A greve continua e a situação pode agravar-se nas próximas horas.

Está a ser afetado/a pela crise dos combustíveis? Partilhe connosco o que viu e viveu deixando o seu feedback nos comentários ou enviando as suas imagens para online@rr.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.