A+ / A-

Algarve. Falta combustível nas bombas, sobra preocupação na hotelaria

17 abr, 2019 - 12:14 • Redação

A situação do Algarve "exige uma atenção especial", diz o presidente da associação de hoteleiros.
A+ / A-

Veja também:


O presidente da Associação de Municípios do Algarve, Jorge Botelho, diz que "já começa a haver falhas nos postos de abastecimento e verificam-se filas em diferentes localidades".

A necessidade de abastecer, sem sucesso, faz com que os portugueses que habitam ou passam férias no sul do país recorram ao lado de lá da fronteira. Em particular a zona do Sotavento, "está com dificuldades, mas abastece em Espanha."

O presidente da Associação de Hotéis e Empreendimentos Tusíticos do Algarve (AHETA), Elidérico Viegas, manifesta preocupação perante este quadro e pede ao Governo para tomar medidas em relação à região porque "esta situação exige uma atenção especial".

Elidérico Viegas lembra que nesta época de Páscoa cerca de um milhão de pessoas ruma ao Algarve, tornando-se na zona do país "onde estão mais pessoas, nomeadamente nacionais".

"Este impasse vai contribuir para que muita gente que pretendia passar as suas férias no Algarve não o faça. Se isso acontecer, terá certamente prejuízos acrescidos para os empreendimentos e hotéis", adverte Viegas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.