Tempo
|
A+ / A-

Dragão com dois jogos de interdição. FC Porto-Sporting pode ser afetado

19 jul, 2022 - 16:29 • Redação

Em causa a confusão no final do clássico entre FC Porto e Sporting, no final de fevereiro, a contar para o campeonato. SAD portista condenada, ainda, a pagar 25 mil euros de multa.

A+ / A-

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol aplicou uma interdição de dois jogos ao Estádio do Dragão, devido aos incidentes no final do clássico entre FC Porto e Sporting, a 11 de fevereiro.

Este castigo, que ainda é passível de recurso para o Tribunal Arbitral do Desporto, pode afetar diretamente novo clássico entre FC Porto e Sporting, no Dragão. Este a contar para a terceira jornada da I Liga, o segundo jogo em casa que os dragões disputarão na nova época - o primeiro é logo na primeira jornada, frente ao Marítimo.

Caso se confirme o castigo e um eventual recurso não tenha efeitos suspensivos, o FC Porto-Sporting da terceira jornada será disputado fora do Estádio do Dragão. Ao contrário do castigo de jogo à porta fechada, em que é barrada a entrada a adeptos, a sanção de interdição do estádio impede mesmo um clube de organizar espetáculos desportivos no seu recinto. Logo, o Porto teria de encontrar novo palco para o clássico.

Em causa está a confusão instalada no relvado do Dragão após a receção do FC Porto ao Sporting, que terminou empatada a dois golos, a contar para a jornada 22 do campeonato da temporada passada.

Em comunicado, o Conselho de Disciplina refere que a FC Porto SAD é condenada pela prática de cinco infrações indisciplinares: uma de "arremesso de objeto sem reflexo no jogo", três de "entrada e permanência de pessoas não autorizadas" e outra de "inobservância qualificada de outros deveres". Esta última vale a sentença de interdição do estádio por dois jogos. A SAD portista foi, ainda, multada em 25.245 euros.

Multas pesadas para coletes azuis


O Conselho de Disciplina também concretizou vários processos disciplinares contra funcionários do FC Porto. O coordenador de segurança foi multado em 1.530 euros, o diretor de campo em 918 euros e o diretor de segurança em 918 euros. Há multas a três elementos de apoio às ações promocionais da FC Porto SAD, os coletes azuis que na altura se envolveram na confusão entre equipas: 3.060 euros para cada.

Os confrontos do clássico também geraram castigos para jogadores e dirigentes de ambos os clubes: logo quatro dias depois, João Palhinha (Sporting) foi castigado por três jogos e Marchesín (Porto) por dois.

Em abril, Pepe, do FC Porto, e Bruno Tabata, do Sporting, foram suspensos por 23 dias, cada, e Matheus Reis (Sporting) por um jogo. Luís Gonçalves, administrador da SAD portista, foi suspenso por 68 dias e multado em 1.910 euros. Por outro lado, o caso contra Hugo Viana, diretor desportivo do clube leonino, foi arquivado sem demais consequências.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+