A+ / A-

Europeias 2024

"Foi despropositado". Raimundo critica Marcelo por apelar a consensos sobre o Orçamento

30 mai, 2024 - 18:10

Secretário-geral do PCP falava à margem de um comício em Beja. Paulo Raimundo criticou também o Chega, considerando que o partido de Ventura está “a marimbar-se” para a imigração.

A+ / A-

Veja também:


O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, considera “despropositado” o apelo do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, sobre a necessidade de um consenso que permita a aprovação do Orçamento do Estado para 2025.

No discurso feito no Jardim Público de Beja, perante mais de uma centena de pessoas, sem mencionar o Presidente da República, Paulo Raimundo considerou que têm sido os sucessivos entendimentos entre PS e PSD que têm conduzido a uma degradação das condições de vida no país.

Mais tarde, em declarações aos jornalistas, questionado pela Renascença sobre se não tinha gostado de ouvir Marcelo Rebelo de Sousa, o líder comunista disse ter achado “um bocadinho despropositado”.

“Aquilo que tem desgraçado a nossa vida são os consensos entre o PS, PSD, CDS, Iniciativa Liberal e Chega”, reforçou à margem de uma ação de campanha para as eleições europeias de 9 de junho.

Já sobre o partido de André Ventura, Raimundo considerou que “está a marimbar-se para a imigração. O Chega quer manter esta conversa, potenciando até a imigração ilegal, porque a imigração ilegal é a melhor forma de puxar para baixo direitos dos trabalhadores ilegais, primeiro, e depois vêm os outros”, atirou Paulo Raimundo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+