A+ / A-

Bélgica. Visita de Marcelo com programa adaptado por razões de segurança

17 out, 2023 - 10:18

O nível de alerta em Bruxelas encontra-se no patamar mais elevado.

A+ / A-

O programa da visita de Estado do presidente da República à Bélgica, que começa esta terça-feira, está a ser adaptado, por razões de segurança, na sequência do ataque a tiros de segunda-feira à noite na capital belga.

Segundo as autoridades belgas, foi cancelada a cerimónia de boas-vindas a Marcelo Rebelo de Sousa no exterior do Palácio Real, em Bruxelas, que era o primeiro ponto do programa, assim como a deposição de uma coroa de flores no túmulo do soldado desconhecido.

Na segunda-feira à noite, aquando do ataque a tiros na capital belga que provocou a morte de duas pessoas, o chefe de Estado cancelou uma saída, a seguir ao jantar, e permaneceu no hotel, por indicação das autoridades.

Por causa deste ataque, o nível de alerta em Bruxelas foi elevado para o grau máximo.

Entretanto, a ministra do Interior belga, Annelies Verlinden, disse esta terça-feira de manhã que o suspeito da morte dos dois cidadãos suecos foi morto a tiro pela polícia.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+