A+ / A-

Greve na CP. Quase 700 comboios suprimidos esta sexta-feira até às 18h00

10 mar, 2023 - 20:44 • Lusa

Neste período, foram efetuados 294 comboios, incluindo 293 de serviços mínimos. O nível de supressão foi de 70,3%.

A+ / A-

Veja também:


A greve dos maquinistas da CP, que esta sexta-feira dura 24 horas, levou à supressão, entre as 00h00 e as 18h00, de 695 comboios de um total de 989 programados, segundo informação divulgada pela transportadora.

Neste período, foram efetuados 294 comboios, incluindo 293 de serviços mínimos. O nível de supressão foi de 70,3%.

No longo curso, foram suprimidos 41 comboios de 59 estimados e, no regional, de 237 composições programadas não se realizaram 166.

Nos urbanos de Lisboa, foram suprimidos 328 comboios de 468 programados e no Porto não circularam 141 de um total estimado de 198.

Nos urbanos de Coimbra foram suprimidos 19 comboios em 27 previstos neste período.

Os maquinistas da CP cumprem uma nova greve de 24 horas, desde a meia-noite, com serviços mínimos decretados, convocada pelo Sindicato Nacional dos Maquinistas dos Caminhos de Ferro Portugueses (SMAQ), contra a última proposta de aumentos salariais de 51 euros.

A empresa prevê "fortes impactos" na circulação, hoje, e ligeiras perturbações nos restantes dias até dia 18, em que os maquinistas não irão realizar serviços que durem mais de sete horas e meia.

O tribunal arbitral decretou serviços mínimos de cerca de 30% a nível nacional, bem como no que seja necessário à segurança e manutenção do equipamento e instalações e de serviços de emergência e comboios de socorro.

A paralisação foi convocada em protesto contra a última proposta da empresa de aumentos salariais de 51 euros, que representa uma progressão média na carreira de 3,89% e que a estrutura sindical considera "claramente inaceitáveis".

Assim, entre as 00h00 e as 23h59 de hoje, os trabalhadores fazem "greve à prestação de todo e qualquer trabalho dos trabalhadores das categorias representadas pelo SMAQ (com efeitos às últimas horas de quinta-feira e as primeiras horas de sábado)".

Em fevereiro, as greves convocadas por vários sindicatos da CP levaram à supressão de centenas de comboios por dia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+