Tempo
|
A+ / A-

Covid-19 em Portugal: Mais 642 casos e 22 mortes, o valor mais baixo desde outubro do ano passado

10 mar, 2021 - 15:00 • Redação

Nos hospitais portugueses estão internados 1.201 doentes com Covid-19, uma redução de 77 pacientes nas últimas 24 horas.

A+ / A-

Veja também:


Portugal regista esta quarta-feira mais 22 mortes e 642 novos casos de Covid-19, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

É o valor mais baixo de mortes desde 24 de outubro.

Nos hospitais portugueses estão internados 1.201 doentes com Covid-19, uma redução de 77 pacientes nas últimas 24 horas.

Em unidades de cuidados intensivos há agora menos 29 internados, num total de 283 pacientes. É o número mais baixo resgistado no país desde 30 de outubro.

Portugal tem mais de 57mil casos ativos do novo coronavírus, uma descida de 3.341 no espaço de um dia.

Recuperaram da doença 3.961 pessoas nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, há um ano, mais de 738 mil pessoas ficaram curadas do novo coronavírus.

Há esta quarta-feira mais de 21 mil pessoas em contactos de vigilância, uma descida de 921 no espaço de um dia.

Desde a detenção dos primeiros casos de Covid-19 em Portugal, a 2 de março do ano passado, estão confirmados 16.617 mortes e 811.948 infeções pelo novo coronavírus.

Numa análise por regiões, Lisboa e Vale do Tejo (LVT) tem mais 20 mortes e 288 novos casos e o Norte trêsó bitos e 147 infeções.

A região Centro regista esta quarta-feira mais seis mortes e 63casos, o Alentejo trêsinfeções e o Algarve quatro casos.

Nas regiões autónomas, a Madeira tem 344 casos e os Açores mais sete.

Dos dados apresentados da RA da Madeira, 92% dos casos teve um período entre o diagnóstico e notificação superior a 48 horas, decorrente de intercorrências informáticas de um laboratório na região e que se encontram em processo de regularização.

Hoje, o deputado André Ventura confirma que desconfinamento começa segunda-feira, dia 15 de março, com ensino pré-escolar, vendas ao postigo, abertura de livrarias e eventual alívio de restrições nas deslocações.

"A ideia com que ficámos é que vai já haver um sinal de desconfinamento na segunda-feira, quando entrar em vigor o próximo estado de emergência", declarou André Ventura, do Chega, após uma audiência com o Presidente da República.

Isto no mesmo dia em que a Direção-Geral da Saúde atualizou indicações sobre a vacinação Covid-19. De acordo com o comunicado da DGS, a vacina Astrazeneca passa a ser recomendada para todos os maiores de 18 anos e sem limite de idade.

"Os novos estudos conhecidos mostraram agora, com base em metodologias científicas robustas, que a vacina da AstraZeneca é eficaz em indivíduos com 70 ou mais anos, quer na prevenção da COVID-19, quer na redução das hospitalizações por esta doença, reforçando os dados iniciais de que esta vacina é capaz de produzir anticorpos eficazes no combate à infeção por SARS-CoV-2, mesmo em pessoas mais velhas", lê-se no comunicado.


NÚMERO DE CASOS DIÁRIOS DE COVID-19 EM PORTUGAL

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+