Tempo
|
A+ / A-

Amnistia condena "espetáculo indigno" de fotos da detenção de suspeitos

20 out, 2018 - 13:01

“Não acrescenta nada ao processo", afirma a organização.

A+ / A-

A Amnistia Internacional (AI) condenou a divulgação de fotografias do momento da detenção de arguidos que tinham fugido das instalações do Tribunal de Instrução Criminal do Porto, lembrando que humilham as pessoas e nada acrescentam ao processo em curso.

Em declarações à agência Lusa, o diretor executivo da Amnistia Internacional Portugal, Pedro Neto, lamenta a divulgação das fotografias dos suspeitos no momento da detenção.

“Não acrescenta nada ao processo de justiça que está a ser realizado. Esta fotografia não acrescenta nada, pelo contrário, humilha as pessoas e fere-as na sua dignidade humana”, afirmou o responsável da secção portuguesa da organização de defesa dos direitos humanos.

A Amnistia em Portugal congratula-se com a “recaptura dos suspeitos e a sua devolução ao processo judicial” e lembra que em Portugal é o tribunal o órgão que faz justiça, no caso de haver condenação. “Tudo o resto é espetáculo e é indigno”, lastimou.

Por outro lado, a AI realça a forma como a “polícia agiu”, em que a recaptura dos suspeitos aconteceu “com discrição, sem incidentes, sem feridos”, considerando que é sinal de “um bom trabalho das forças de segurança publica”. Pedro Neto entende ainda como positivo que o Ministério da Administração Interna tenha determinado a abertura de um inquérito à divulgação das fotografias.

Também a PSP mandou abrir um inquérito sobre o mesmo assunto.

Os três homens detidos na sexta-feira a meio da tarde, num parque de campismo em Gondomar, tinham fugido do tribunal na quinta-feira à tarde, depois de um juiz de instrução lhes ter decretado prisão preventiva. São suspeitos de dezenas de furtos a idosos no Grande Porto.

Após a fuga, as autoridades policiais desencadearam uma operação de captura, alertando então que os foragidos eram considerados perigosos e estavam “potencialmente” armados.

Nas fotografias, que estão a ser divulgadas por vários órgãos de comunicação social, é possível ver os homens no momento da detenção, já algemados, sentados no chão.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Manuel
    21 out, 2018 Aveiro 10:02
    Então o sindicato dos jornslistas devia condenar os seus associados que fotografaram os engraçadinhos. E então pedir oara publicarem as fotografias dos torturados pelos ladroes, coitadinhos.
  • manuel
    20 out, 2018 Valadares-V.N.Gaia 21:04
    espetáculo indigno? E o que eles fizeram aos velhinhos que assaltaram a Amnistia Internacional o que diz? è por isso que acontecem coisas como estas francamente.... elogiem quem os deteve esses sim levaram-nos ao juiz e este agiu e bem. Parabéns agentes deste país.
  • Sara
    20 out, 2018 Lisboa 16:49
    O mundo anda todo o contrario...coitadinhos, coitadinhos foi daqueles que não se puderam defender, que apanharam com estes tres monstros .A onde é que esta amnistia para aqueles que são completamente postos de parte pela sociedade.Todos aqueles que fazem mal aos outros deviam ser denunciados e mostrados na televisão, talvez assim a criminalidade baixasse um pouco.Alem disso a amnistia devia considerar se fazem um crime publico, também não há nenhum problema em serem denunciados na praça publica. Aja vergonha!
  • otário
    20 out, 2018 coimbra 15:20
    Estes artistas da AI nada dizem sobre as vitimas destes bandidos. Eu lamento é que os grandes ladrões e corruptos deste país não sejam tratados de igual modo.
  • Piedade
    20 out, 2018 Almada 14:23
    Estes senhores da amnistia Internacional só aparecem quando surge algo de menos "ortodoxo" por parte da polícia, mas nunca os ouvi defenderem as vítimas. Estão sempre prontos a defenderem os criminosos, mas ignoram as suas vítimas. Que raio de organização é esta, então?

Destaques V+