Tempo
|

Padre Tolentino Mendonça

Igreja precisa “aprofundar relação com os jovens com autenticidade”

21 jun, 2013 • Paula Costa Dias, em Fátima

É a principal conclusão da 9ª jornada nacional da Pastoral da Cultura, que se realizou em Fátima.

A Igreja tem de olhar mais para o mundo juvenil. A tese sai da IX Jornada Nacional da Pastoral da Cultura.

De acordo com o Padre Tolentino Mendonça, do secretariado nacional da Pastoral da Cultura, o mundo juvenil, vivo e vibrante, garante o futuro e, sobretudo, alimenta o presente, pelo que a relação da Igreja com as camadas jovens “precisa de ser aprofundada”.

“Não pode ser só [uma relação] unidireccional, da Igreja em relação aos jovens. A Igreja também precisa de uma atitude discente, de ouvir e aprender, partilhar razões de vida e interrogações de procura para poder conhecer melhor aqueles que ela é chamada a intervir”, defende Tolentino Mendonça, em declarações à Renascença.

“É preciso o gesto da autenticidade que transporte o inesperado e que reconduza cada pessoa a ser sujeito de si mesma. Os jovens não gostam de ser espectadores, gostam de intervir, de cantar, de tomar eles o corpo, a tradução do acontecimento”, acrescenta o padre e poeta.

A necessidade de aprofundamento da relação com os jovens é a principal conclusão da 9ª jornada nacional da Pastoral da Cultura, que reuniu em Fátima perto de duas centenas de pessoas e que terminou esta sexta-feira.