Tempo
|

Decretados serviços mínimos na CP devido à greve

28 set, 2012 • Ana Lisboa

A empresa está a tentar realizar mais comboios do que os previstos entre os dias 1 e 4 de Outubro. As perturbações começam a sentir-se já este domingo, mas ainda sem grande impacto.

Decretados serviços mínimos na CP devido à greve

Já estão definidos os serviços mínimos estipulados pelo Tribunal Arbitral para a greve na CP, convocada por várias organizações sindicais para a semana que vem.

Na linha de Sintra, por exemplo, haverá nas horas de ponta comboios de duas em duas horas e na linha de Cascais um pouco mais, sobretudo da parte da manhã.

A CP está a tentar realizar mais comboios do que os previstos entre os dias 1 e 4 de Outubro, admite Ana Portela, directora de comunicação da empresa.

“Neste caso, de 1 a 4, a CP está a tentar realizar mais comboios que aqueles que estão previstos nos serviços mínimos. Relativamente aos serviços alfa-pendular neste período, nos dias 1 a 3 de Outubro é expectável que se consiga realizar 50% dos comboios, descendo para 25% no dia 4”, descreve à Renascença aporta-voz da empresa.

“No dia 5 de Outubro, feriado, será um cenário ainda mais agravado. Aquilo que é expectativa da CP é apenas a realização dos serviços mínimos decretados pelo Tribunal Arbitral”, diz Ana Portela.

As perturbações começam a sentir-se já neste domingo, mas ainda sem grande impacto. Também no final da greve, dia 6 de Outubro, ainda haverá perturbações da parte da manhã.

Aguarda-se, até ao final do dia, que a CP divulgue a lista dos horários dos comboios previstos para a semana que vem. A lista será divulgada no site da empresa e nas estações de comboios.

Os serviços mínimos previstos para a realização de comboios de 1 a 5 de Outubro em todos os serviços da CP - urbanos, regional, inter-regional e longo curso – podem ser consultados no site do Conselho Económico e Social.