Em directo. Número de mortos sobe para 42. Costa pede desculpa

16 out, 2017 - 00:57 • Carlos Calaveiras , Cristina Nascimento , Carla Caixinha , Filipe d'Avillez , Marta Grosso

Decretados três dias de luto nacional. Quase 6.000 homens estavam ao início da manhã no terreno a combater as chamas.
A+ / A-
Costa pede desculpa. "Viverei com este peso na consciência até ao fim da minha vida"
Costa pede desculpa. "Viverei com este peso na consciência até ao fim da minha vida"

O que sabemos até agora:

  • Há 42 mortos confirmados
  • Pelo menos 69 feridos, 14 em estado grave
  • Decretados três dias de luto nacional, entre terça e quinta-feira
  • Linha telefónica 800 246 246 para responder a pedidos de informação
  • Segurança Social disponibiliza apoio psicossocial de emergência
  • 523 incêndios só este domingo
  • António Costa admite que situações destas vão voltar a repetir-se
  • Primeiro-ministro, no Parlamento pediu "desculpa" e disse que "levará esse peso na consciência até ao fim da minha vida"
  • Foi declarada "calamidade pública" em todos os distritos a norte do Tejo para ajudar ao combate às chamas
  • Ministra da Administração Interna demite-se
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • NUNO
    19 out, 2017 LEIRIA 00:43
    DEPOIS d ver a entrevista Nádia Piazza na rtp 3 e de lagrimas na alma tive este pessamento - se eu fosse primeiro menistro pederia demição ? sim e os RESTNTES PORTUGUESES O QUE DIRRÃO
  • Pedro
    18 out, 2017 Lisboa 14:45
    Fez bem em demitir-se vai poder dedicar agora o seu tempo a outros assuntos é notório que houve a actuação dum cartel do fogo em Portugal estes não actuem sem que ninguém lhes pague.
  • antonio abrantes
    18 out, 2017 Leiria 14:34
    ...atenção que ficam a faltar os ministros da agricultura e do ambiente, respetivamente
  • Cidadao
    18 out, 2017 Lisboa 14:28
    Só peca por tardia. Pode dizer-se que herdou uma situação explosiva - anos e anos de incúria generalizada, eucaliptal em roda livre, cortes sobre cortes de meios e bombeiros, fim dos guardas florestais, fecho das torres de vigia, um sistema de emergência caótico e cheio de falhas, e por aí fora. Mas a verdade é que de Pedrogão até agora, parece não ter aprendido nada. Nem ela nem o ministro da Agricultura e Florestas. As mesmas desculpas, as mesmas palavras ocas, a mesma falta de competência. Não é a pessoa certa para uma reestruturação de alto a Baixo da proteção Civil recomendada pelos relatórios saídos. Faz bem em demitir-se. Poupa uma exoneração.
  • mendes
    18 out, 2017 braga 13:19
    farto me de rir com os comentarios dos esquedistas ate agora era o passos coelho agora e a cristas ate ontem o marcelo era um santo hoje ja e um pecador - santos e santas so nos partidos de esquerda esses sim sao todos honestos e competentes
  • Jakan
    18 out, 2017 Portugal 12:38
    Boas férias Urbano de Sousa
  • José Saraiva
    18 out, 2017 Viseu 12:25
    HOJE já há jogos do BENFICA....do SPORTING..em breve teremos NOVOS PROGRAMAS MUSICAIS NA TV...mais SEGREDOS....as compras de NATAL,o Carnaval.....E...para 2018 HÁ MAIS!
  • Eborense
    18 out, 2017 Évora 12:23
    Já foi com alguns meses de atraso. Depois de ter sido demitida em directo na TV pelo Prof. Marcelo, não lhe restava outra alternativa. É pena não ir todo o governo!
  • André
    18 out, 2017 Lisboa 11:56
    Quando é que se começam a responsabilizar os PRESIDENTES DAS CÂMARAS MUNICIPAIS? Essas pessoas adoram andar com o colete, já que são os líderes da protecção civil concelhia e os membros da protecção civil distrital mas, quando é para gerir o território, ganham MILHÕES dos advogados e empreiteiros para ignorarem tudo. Além disso, a GNR mesmo que queira multa algum proprietário de terrenos que estejam um perigo para um incêndio, tem de pedir à autarquia que vá lá inspecionar para validar a multa... 100% das autarquias, a norte do Tejo, não tem 1 ÚNICO inspector. Tem centenas de paisagistas e engenheiros florestais, avençados a mais de 1000 euros por mês, que preenchem o PDM, todos os anos e nunca mais fazem nada para defender o território. Só aparecem quando há construções em vista e é preciso mexer os cordelinhos (para receber os famosos envelopes castanhos). Enquanto for assim, bem podem trocar de ministro 100 vezes, que tudo continuará igual. Responsabilizem os presidentes das câmaras e a sua vereação para a área florestal. Isso sim devia ser o que os partidos e os eleitores deviam pedir... mas, a maioria dos eleitores das regiões afectadas batem palmas quando o presidente aparece na televisão a dizer que não tinham meios suficientes e que a culpa é da ministra...
  • Luis
    18 out, 2017 sintra 11:00
    Que é que importa a ministra ir embora ?Para o ano, se certas medidas não forem tomadas ,vamos ter mais tragédias . As arvores de grande porte só ardem se tiverem mato em baixo que alimente a combustão .As casas ardem ,devido a terem mato e lixo encostado a elas .Quem vá dar uma volta pelo País antes da época dos fogos começar ,constata ,que a limpeza das matas e terenos em redor das habitações é uma miragem ,é melhor estar na tasca,ou em casa a ver o goucha ou futebol , .Chego a passar em estradas nacionais ,onde o mato faz quase um túnel entre um lado e outro da estrada .è mais que logico ,se houver um incendio ,quem for naquela estrada ,fica lá ,não tem hiopotese nenhuma ,Pedrogão ,foi um bom exemplo disso . Aqui não se pode culpar só a ministra e o governo ,as autarquias têm muita culpa no cartório