A+ / A-

Carlos Calaveiras


Onde estava no 11 de Setembro ou na queda da ponte de Entre-os-Rios? No momento em que João Paulo II morreu ou no dia em que Obama venceu as eleições? Quando Guterres se demitiu e Sócrates foi detido? Ou na final do Euro2004? A estas - e outras - questões, a minha resposta é a mesma: na Renascença. Sou uma espécie de “clinico geral” e tive o privilégio de acompanhar a maioria dos grandes momentos informativos desde que entrei na rádio.

Desde pequeno que apanhei o “bichinho” da comunicação. Fiz rádio e escrevi jornais a brincar. Era um daqueles miúdos que comprava jornais e andava de auricular para não perder pitada.

Cheguei a Lisboa em 1992, vindo de Alcobaça, para estudar na Universidade Católica, onde agora colaboro na cadeira de rádio no curso de Comunicação Social.

Vim para a Renascença em 1999 para reforçar a equipa da Informação internet, que dava os primeiros passos. Tantos anos passados, eu e o site evoluímos juntos.

Gosto de desporto, cinema e de livros. Ah, e de horas vagas.