Tempo
|
A+ / A-

Sporting

Marta Soares avisa Varandas. "Pinto da Costa sabe ganhar a quem tem trunfos mais altos"

14 jun, 2022 - 12:45 • João Fonseca

Ex-presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting fala de estratégia errada de Varandas, elogia Rúben Amorim e pede à Federação Portuguesa de Futebol para fechar de vez as contas dos títulos nacionais.

A+ / A-

Jaime Marta Soartes, antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, aconselha Frederico Varandas a "dar desprezo" a Pinto da Costa.

O aviso vem de quem conviveu com o presidente portista enquanto dirigente em Coimbra. Em declarações a Bola Branca, Marta Soares acredita Frederico Varandas está a "dar trunfos àqueles que sabem jogar muito bem com eles".

Para além disso, Marta Soares acrescenta que o melhor "é dar desprezo", para não "alimentar o ego de quem tem um palmarés que não é fácil de deitar abaixo".

Para concluir, mais uma chega afirmando que Pinto da Costa "sabe jogar com os trunfos mais baixos e ganhar perante aqueles que têm os trunfos mais altos".

Nesta entrevista, o antigo presidente da MAG ao tempo de Bruno de Carvalho, sublinha que esta é "uma estratégia errada" de Frederico Varandas e que o líder leonino devia concentrar todas as suas energias no clube, prosseguindo o bom trabalho desportivo que tem feito na companhia de Rúben Amorim.

O técnico dos leões é muito elogiado, e que motiva "uma grande fé" para a época que se avizinha, na conquista de mais títulos para o emblema de Alvalade.

"Rúben Amorim sabe o que faz, tem as palavras certas nos momentos certos, não inventa, é um profissional de uma nova geração que vem enriquecer em muito o que é o futebol português", afirma orgulhosamente convicto de que o treinador seguirá no Sporting para somar êxitos.

A polémica da contagem dos títulos

Jaime Marta Soares acompanhou de perto a luta de Bruno de Carvalho pela revisão dos campeonatos e taças de Portugal. O ex-dirigente lidou com o assunto à margem, já que este foi tema que não passou pela mesa da Assembleia Geral. No entanto, sempre achou que "não houvesse consistência" para reclamar.

"A esmagadora maioria dos sócios e simpatizantes do Sporting não querem a lua, quando não têm a terra", justifica.

Contudo, se sem alimentar qualquer expetativa neste tema pede à FPF que "tenha coragem de dizer qual a decisão", ou seja, que de uma vez por todas ponha um ponto final no assunto. Embora, mais à frente admita que em caso de discórdia haja quem possa recorrer aos tribunais, mesmo sem saber que "vantagens possa vir a ter, senão arrastar-se e arranjar mais polémica" no futebol português.

O Sporting diz ter 23 títulos de campeão nacional, mas nenhum dos pareceres da comissão independente nomeada pela FPF reconhece os quatros títulos que o clube leonino reclama.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+