Tempo
|
A+ / A-

FC Porto

Pinto da Costa repudia ataque a Conceição. "Se for sócio, terá de ser severamente penalizado"

20 set, 2022 - 17:37 • Redação

Presidente do FC Porto diz que apedrejamento do carro onde seguia a família do treinador foi feita por "supostos portistas que se comportam como inimigos do clube". Pinto da Costa defendeu ainda Mehdi Taremi das acusações de simulação.

A+ / A-

Pinto da Costa, presidente do FC Porto, promete "penalização severa" para adepto que atacou o carro onde se encontrava a família de Sérgio Conceição, caso seja sócio do FC Porto.

No editorial na revista do clube, o dirigente classifica o incidente como "abjeto", de "supostos portistas que se comportam como inimigos do clube".

"Temos de ser absolutamente intolerantes em relação a atitudes de supostos portistas que se comportam como inimigos do clube. O que se passou com o apedrejamento do carro da família do Sérgio Conceição depois de um jogo foi um acontecimento abjeto que merece o nosso repúdio. Quem o praticou, se for sócio do FC Porto e estiver, por isso, sob a alçada disciplinar do clube, terá de ser severamente penalizado", pode ler-se.

O carro onde seguia a família do treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, foi atacado, na noite da última terça-feira, à saída do Estádio do Dragão, após a derrota (4-0) com o Clube Brugge.

A mulher, Liliana, e dois filhos, Rodrigo (que integra a equipa principal do Porto) e José, de Sérgio Conceição seguiam na viatura. A Polícia de Segurança Pública (PSP) informou, na sexta-feira, ter identificado os suspeitos do ataque..

O presidente dos dragões defende ainda Mehdi Taremi, alvo de uma "campanha infame da comunicação social de Lisboa".

"Quando ganhamos, os nossos inimigos reagem e intensificam os combates contra nós. Podia recuar mais de 40 anos e relembrar como é que nos tiraram o tricampeonato em 1980, depois do bi que quebrou 19 anos de jejum. Mas não preciso de ir tão longe", termina.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+