Tempo
|
A+ / A-

Pandemia

​Covid-19 por concelho. DGS interrompe divulgação dos dados para verificar casos com autoridades regionais

05 jul, 2020 - 16:34 • Redação

Em nota no boletim, a DGS refere que está “a realizar a verificação de todos os dados com as autoridades locais e regionais de saúde, que ficará concluída durante os próximos dias”.

A+ / A-

No boletim divulgado este domingo, a Direção-Geral da Saúde (DGS) não atualizou os dados relativos ao número de casos por concelho.

A DGS refere que está “a realizar a verificação de todos os dados com as autoridades locais e regionais de saúde, que ficará concluída durante os próximos dias”.

No sábado, o município de Lisboa foi o que registou o maior aumento de infeções, com 61 novos casos confirmados. Seguiram-se Sintra (+35), Odivelas (+26) e Loures (+23).

Lisboa continuou também a ocupar o topo da tabela com um total de 3.645 infetados com o novo coronavírus, seguido de Sintra (2.850), Loures (1.910) e Amadora (1.780).

A Direção-Geral da Saúde (DGS) registou nas últimas 24 horas mais nove mortos e 328 infetados com Covid-19, em Portugal. De acordo com os dados revelado pelo boletim divulgado neste domingo, há neste momento 13.266 casos ativos em Portugal.

Dos 328 novos casos identificados, 254 são na região de Lisboa e Vale do Tejo, ou seja, 77%. Quanto às vítimas mortais, três verificaram-se no Alentejo e seis em Lisboa e Vale do Tejo.

Há neste momento 504 pessoas internadas com Covid-19 (mais 15), dos quais 73 em unidades de Cuidados Intensivos.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 43.897 casos positivos, dos quais 1.614 morreram e 29.017 já estão recuperados.

Pelo menos 527.241 pessoas morreram em todo o mundo devido à pandemia do novo coronavírus, desde que este surgiu, em dezembro na China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+