A+ / A-

Ministra admite que fecho noturno da urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta "está em estudo"

08 nov, 2019 - 19:00 • Redação com Lusa

A Comissão de Utentes do Seixal disse esta sexta-feira, que a urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta vai passar a encerrar todas as noites, a partir de 18 de novembro, por seis meses.

A+ / A-

Veja também:


A ministra da Saúde, Marta Temido, admite a possibilidade de encerramento noturno da urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta, em Almada.

“Essa hipótese está em estudo, ainda. Gostaria de sublinhar isso. Mas é possível que ela seja adotada complementarmente com outros aspetos de reforços de respostas”, declarou Marta Temido à margem de uma visita ao Hospital Curry Cabral, em Lisboa.

A Comissão de Utentes do Seixal disse esta sexta-feira, que a urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta vai passar a encerrar todas as noites, a partir de 18 de novembro, por seis meses.

“A partir de dia 18 passa a encerrar todas as noites dos sete dias da semana”, disse José Lourenço, da Comissão de Utentes de Saúde do Concelho do Seixal, depois de uma reunião com a administração do Garcia de Orta.

Estas informações foram transmitidas pela administração, segundo José Lourenço, que considerou a medida “preocupante”. “Vai aumentar a angústia que os utentes têm tido nestes últimos tempos, pela expectativa de, numa situação de emergência, terem que ir para Lisboa com os condicionalismos que existem na Ponte 25 de Abril”, explicou.

A administração do hospital informa que continua a tentar "ultrapassar" a falta de pediatras, mas não confirmou se a urgência começará a encerrar todas as noites.

Em comunicado, a administração adiantou que se reuniu esta sexta-feira com as comissões de utentes dos concelhos de Almada e Seixal, a pedido das mesmas, tendo informado que "estão a ser trabalhadas várias hipóteses com o objetivo de minorar ou solucionar os problemas que se vivem atualmente", de falta de médicos especialistas.

O hospital não confirma que o encerramento noturno da urgência pediátrica se poderá concretizar, frisando apenas que a administração continua "a procurar ultrapassar" a situação de falta de pediatras, em conjunto com o Ministério da Saúde e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT).

Atualmente, a urgência pediátrica do Hospital Garcia de Horta encerra aos fins de semana devido à falta de médicos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.