A+ / A-

Antram promete responder nas próximas horas a pedido de reunião com sindicato dos motoristas

14 ago, 2019 - 19:32

[em atualização]
A+ / A-

Veja também:


A Associação Nacional de Transportadores Públicos, Rodoviários de Mercadorias (Antram) espera responder nas próximas horas ao desafio do Sindicato dos Motoristas de Matérias Perigosas para uma reunião na quinta-feira, às 15h00.

A promessa foi deixada esta quarta-feira ao final da tarde pelo advogado da Antram, André Matias de Almeida, no final de um encontro com a Fectrans, federação de sindicatos dos transportes que não aderiu à greve dos motoristas de matérias perigosas e mercadorias.

Antram e Fectrans elaboraram um “documento muito importante de trabalho que se pode revelar histórico para o setor” e que vai ser agora apresentado ao Governo, disse André Matias de Almeida.

O advogado, que representa as empresas de transportes, diz que só vai responder ao repto do Sindicato de Motoristas de Matérias Perigosas depois de apresentar o documento no Ministério das Infraestruturas.

“Prestaremos declarações depois de apresentarmos documento, cremos que será ainda hoje. Vamos para o Ministério das Infraestruturas. Acredito que será possível fazer hoje uma declaração ao país”, afirmou André Matias de Almeida.

O representante da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), José Manuel Oliveira, também disse aos jornalistas que foi construído um documento de acordo entre as duas partes que agora terá de “ser trabalhado” no Ministro das Infraestruturas e da Habitação.

“Numa negociação a satisfação é sempre limitada, nunca chegamos ao que gostaríamos. Construímos algumas pontes de entendimento, agora há muito trabalho para fazer. Mais logo poderão ter acesso ao resto da informação, se conseguirmos trabalhar aquilo que há a trabalhar com o Governo”, declarou.

O porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), Pedro Pardal Henriques, desafiou esta quarta-feira à tarde a Antram para uma reunião, a ter lugar na quinta-feira, mas não desconvoca a greve, para já.

O repto foi lançado ao terceiro dia de paralisação dos motoristas de matérias perigosas e de mercadorias, que começou na segunda-feira.

“Lanço um desafio público à Antram. Amanhã, às 15h00, possa estar na DGERT [Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho] para falar connosco. Eu vou estar lá para nos sentarmos à mesa encontrarmos uma proposta que agrade às duas partes para terminar isto”, disse Pardal Henriques aos jornalistas, em Aveiras.


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.