A+ / A-

Alimentação nas escolas “é uma vergonha autêntica”

08 dez, 2017 - 12:22

Nesta edição do “Visto de Fora” fala-se de alimentação, do eventual referendo à eutanásia e de Mário Centeno. O programa termina com uma discussão: qual é a pronúncia correcta do nome “Bonamici”.
A+ / A-
Visto de Fora - O país visto por dois jornalistas estrangeiros a viver em Portugal - 08/12/2017
Visto de Fora - O país visto por dois jornalistas estrangeiros a viver em Portugal - 08/12/2017

“Uma vergonha autêntica” é desta forma que Olivier Bonamici classifica a qualidade e a variedade da comida servida nas escolas públicas portuguesas. Esta semana, o jornalista francês contou lá fora o que se passa cá dentro nas cantinas escolares. O comentador do explica que em França, uma refeição nas escolas custa 5 euros e tem excelente qualidade. A comida é confeccionada e servida pelas escolas e autarquias e não por privados. São usados produtos locais, “não há fritos”.

Paga “1,50€ pela refeição do filho”, por isso, a comida não pode ter nem tem qualidade. “Pergunto: não posso pagar mais? E depois há pessoas que dão 5 euros aos filhos para comer um hamburger na rua”, uma situação “gravíssima” e incompreensível para o jornalista francês, que está há mais de 20 anos em Portugal.

“O Ministério da Educação deve rever isto”, diz Begoña Iñiguez. A jornalista espanhola subscreve a análise feita pelo parceiro de debate e convida os dirigentes das empresas que fornecem as refeições “e os políticos a provar as refeições nas escolas.” A comentadora lembra que se trata de um ataque à “dieta mediterrânica”, essencial à saúde.

Nesta edição, discute-se também a possibilidade de um referendo sobre a eutanásia. A ideia foi lançada, esta semana, pelo ex-líder da bancada parlamentar do PSD, Luís Montenegro, em entrevista à Renascença.

Olivier Bonamici defende que é preciso “debater de forma inteligente” e olhar para o acontece na Bélgica, onde é legal, ou para França, onde há uma eutanásia passiva. Para o comentador francês, em Portugal, um eventual referendo poderá dar a vitória a quem defende esse tipo de prática.

Begoña Iñiguez, por seu lado, lembra que todos sabem que a esquerda quer aprovar a eutanásia, mas neste tipo decisão, “deve ser a sociedade a pronunciar-se”, deve ser “por referendo”, defende a correspondente da Cadena Cope em Portugal. “A oposição de direita deve exigir isso”, acrescenta.

No “Visto de Fora” também olha para as qualidades e defeitos dos portugueses. Fica a saber que Olivier Bonamici já não tem agenda para mais jantares de Natal e não consegue encontrar presentes de 5 euros. Já Begña Iñiguez está entusiasmada ao ver cada vez mais espanhóis em Portugal. Diz que depois de anos de costas voltadas, os povos vizinhos começam a conhecer-se.

O programa termina com uma discussão: afinal qual é a pronúncia correcta do nome “Bonamici!!

Este conteúdo é feito no âmbito da parceria Renascença/Euranet Plus – Rede Europeia de Rádios. Veja todos os conteúdos Renascença/Euranet Plus


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • couto machado
    10 dez, 2017 Porto 19:42
    Aqui no Porto. no Aurélia, este paleio não pega. Os meus netos tem sido bem tratados e nunca reclamaram sobre as refeições servidas. Estão perfeitamente à vontade e se algo de anormal houver, eles comunicam. Recomendo ao senhor Filipe a consulta de um psiquiatra...
  • Filipe
    08 dez, 2017 évora 14:16
    3: Depois , porque é moda ou porque a empregada da escola recomenda ou porque é preciso a todo o custo manter tanta dente colada nas secretárias , turmas imensas e muita gente nos recreios com pouca observação , dão-lhes droga , droga essa camuflada em nomes da moda : Ritalina e afins . Esta droga deriva da meta anfetamina droga esta utilizada por Hitler para incentivar e concentrar os soldados Nazis no que faziam e mais tarde alterada na Guerra Fria para tornar as crianças submissas na escola e em Portugal de igual forma hoje . Só que esta droga tomada 10 anos é um patamar para outras drogas e envelhece o corpo nesse período , o mesmo que em 40 anos . Duvido que quem a tome seja velho para contar que tomou , morrem novos ! Prova: http://f.edgesuite.net/data/www.drugfreeworld.org/files/truth-about-ritalin-booklet-pt_BR.pdf http://www.bbc.com/portuguese/geral-36497492 Aqui estão apresentadas as conclusões do que espera o Estado dos nossos jovens , a razão de tantos chumbos e o desinteresse por estudar , pois o Estado não ajuda e simplesmente e´o destruidor !
  • Filipe
    08 dez, 2017 évora 14:15
    As escolas do Estado em Portugal estão transformadas em campos de concentração Nazis , onde fazem experiências manipuladoras com crianças pobres e indefesas ! Vou apenas enumerar 3 tipos de destruição cognitiva das crianças nas mãos da Direção Geral de Saúde e Ministério da Educação , em Portugal ! Exemplos : 1: "A partir de Setembro, mais de 20% dos estabelecimentos de ensino vão poder escolher como ensinar os alunos, segundo o Ministério da Educação." Impõem o uso de equipamentos destrutivos do cérebro em desenvolvimento . Prova : http://visao.sapo.pt/actualidade/sociedade/2017-03-02-10-razoes-para-limitar-a-exposicao-dos-menores-de-12-anos-a-telemoveis-tablets-e-afins http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2213879X14000583 2: Com o intuito de dizer que combatem a carie nas crianças , administram junto a água para bocejo o veneno Flúor , sem por vezes os encarregados educação saberem e sem avaliarem ante mão se a criança já completa o máximo de Flúor admitido para a idade , como isso seguem as experiências NAZIS com os judeus para os tornar submissos e calmos nas salas , abarrotadas de gente e com poucas pessoas para cuidar delas . Prova: http://portugalmundial.com/fluor-na-agua/#