euranetplus-inside.eu
  • ​Brexit entra em fase crucial
    visto de bruxelas

    ​Brexit entra em fase crucial

    Na edição de hoje, vamos ficar a conhecer os últimos pormenores sobre as negociações do Brexit, aquilo que se sabe sobre a morte da jornalista búlgara que mereceu uma forte reação por parte da Comissão Europeia e analisar a aliança que foi lançada esta semana em Roma entre o Ministro do Interior italiano Matteo Salvini e a francesa Marine le Pen, líder da Frente Nacional.
  • ​O problema italiano
    opinião euroanet

    ​O problema italiano

    O desafio do governo italiano a Bruxelas, ao inverter a trajetória de redução do défice orçamental e da dívida pública, pode levar a uma séria crise no euro. Portugal seria, então, muito prejudicado.
  • ​A Catalunha dividida
    opinião euranet

    ​A Catalunha dividida

    A convivência civilizada entre os habitantes da Catalunha recuou. E não se vê saída para o problema político. A crise continua.
  • O recuo da democracia no mundo
    Opinião euranet

    O recuo da democracia no mundo

    A democracia atravessa uma crise, mas contém em si possibilidades de se reformar e fortalecer. Não estamos condenados a novos fascismos.
  • ​Juncker: Europa é um projecto de paz
    visto de bruxelas

    ​Juncker: Europa é um projecto de paz

    No programa desta semana, começamos por atravessar o Atlântico e analisar a posição europeia na Assembleia-Geral da ONU, mas o Brexit e a (falta de) pressão europeia sobre o regime venezuelano também são analisados no Visto de Bruxelas desta semana.
  • Caso de Tancos “é um caso à portuguesa, surreal"
    Visto de Fora

    Caso de Tancos “é um caso à portuguesa, surreal"

    Begoña Íñiguez e Olivier Bonamici regressam ao “Visto de Fora” na Renascença. Na primeira edição da nova temporada os dois jornalistas falaram sobre o caso de Tancos, a greve dos táxis, Pedrógão Grande e Serralves. O Brexit e a crise de migrantes também não foram esquecidos.
  • OPINIÃO EURANET

    Uma sucessão de erros

    O Brexit nasceu do erro de Cameron ao convocar um referendo em 2016. Ninguém esperava que ganhasse a saída da UE, pelo que nada estava preparado para tal hipótese. Nem está.