A+ / A-

CDS retira apoio a André Ventura, o candidato que fez comentários sobre ciganos

18 jul, 2017 - 14:50

CDS manifestou no seio da coligação "Primeiro Loures" "profundo incómodo" com frases. PSD está em silêncio.
A+ / A-

As polémicas declarações de André Ventura sobre a comunidade cigana levaram o CDS a retirar o seu apoio ao candidato à Câmara de Loures.

“No seguimento das recentes declarações do candidato”, e “depois de o CDS ter manifestado no seio da coligação o seu profundo incómodo com as referidas afirmações, decidiu o CDS seguir um caminho próprio no concelho de Loures”, afirma o presidente da Distrital de Lisboa do CDS, João Gonçalves Pereira, em nota escrita.

A candidatura de André Ventura, "Primeiro Loures", tinha o apoio do PSD, do CDS e do Partido Popular Monárquico (PPM).

Em causa estão entrevistas nas quais o candidato diz que tem existido "uma excessiva tolerância com alguns grupos e minorias étnicas” e acusa a comunidade cigana de subsidiodependência.

O candidato emitiu, esta segunda-feira, um comunicado no qual garante que "nada" o move contra a comunidade cigana, reiterando que há excessiva “tolerância” relativamente a casos em que “a lei não é cumprida”.

O candidato do Bloco de Esquerda à Câmara de Loures apresentou queixa ao Ministério Público e à Ordem dos Advogados contra André Ventura, por incitar, de forma “friamente calculada”, ao ódio contra as pessoas de etnia cigana.

Para Fabian Figueiredo, as declarações de André Ventura ultrapassam “os limites da liberdade de expressão” por serem “gratuita e propositadamente discriminatórias para com a etnia cigana.

O PS "exortou" esta segunda-feira "formalmente" o líder do PSD a retirar a confiança política e a demarcar-se das declarações "xenófobas" e "racistas" do candidato.

Contactada na segunda-feira pela Renascença, a direcção nacional do PSD optou por não fazer comentários.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Mario
    25 jul, 2017 Portugsl 08:40
    Faz em Portugal muitos como andr,é ventura. O que disse ,e somente verdade. Não expressou nenhuma fras contra os ciganos nalincutiu qjalquer odio nem taclsta. Muito tem que .mudar com esta descriminacao.mm
  • 20 jul, 2017 17:27
    Perdoai, mas disse alguma mentira ou vivemos no mundo faz de conta e hipocrisia! Até que enfim alguém teve a coragem de dizer a verdade.
  • Emilia alves
    20 jul, 2017 Bragança 09:38
    Eu não considero preconceito contra os ciganos aquilo que o sr André disse...somos seres humanos , como tal temos todos os mesmos direitos e os mesmos DEVERES..
  • Maria Vieira
    19 jul, 2017 Braga 12:05
    Bando de hipocritas!!! A verdade vusta a ouvir, todos sabemos que a maioria dos ciganos vive de subsidios !!!
  • Leonardo
    19 jul, 2017 Porto 10:32
    https://ionline.sapo.pt/497590 "Quanto às principais fontes de rendimento, mais de metade depende do RSI, e 15% do seu trabalho". Posso presumir então que cerca de 85% dos ciganos têm RSI. Se isto não é uma cominidade que vive à pála da segurança social... "Mais de 60% encontra-se inscrito nos centros de emprego, embora muitos não tenham procurado trabalho recentemente." Estão inscritos nos centros de desemprego porque é necessário para receber RSI. Vão a formações quando calha e nos dias de feira nem pensar. Já vi em pessoa isto acontecer, nos dias de feira não há ciganos nas formações, acabam por abandonar e mesmo assim levam certificado da formção!! Alguns politicos palermas falam de xenofobia, racismo e outras imbecilidades, mas ainda não vi nenhum dizer que o que o homen disse é mentira. Se for, apresentem números. Senão calem-se, porque os que pagam para os ciganos e também para os politicos já estão fartos desta palhaçada e de palhaços!
  • krabyweb
    19 jul, 2017 Lisboa 04:11
    Já foi quase dito tudo e pouco mais tenho a acrescentar. Porém é claramente evidente que a maioria dos comentários vão de encontro à realidade, que como dizem e bem e já não é de agora, o povo português é muito hipócrita e cobarde e não têm a coragem para dizer ou assumir um facto que é a realidade. O Dr. André Ventura proferiu e passo a citar " Não compreendo que haja pessoas à espera de reabilitação nas suas habitações, quando algumas famílias, por serem de etnia cigana, têm sempre a casa arranjada. Já para não falar que ocupam espaços ilegalmente e ninguém faz nada. A etnia cigana são subsidio-dependentes". Meus compatriotas, o que disse assim tão escandaloso? Simplesmente ousou da liberdade de expressão que lhe é permitido e para quem não sabe o artigo 19 da Declaração Universal dos direitos do Homem "Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e ideias por qualquer meio de expressão" e concede-lhe esse direito. Não houve sequer palavras de racismo ou xenofobia. E o BE diz que repudia as palavras deste Sr e que vai apresentar uma queixa-crime ao Ministério Público e à Ordem dos Advogados. Isto é inacreditável, ridículo e surreal. Dizer a verdade é crime? Precisávamos era de muitos mais André(s) Ventura(s).
  • carlos
    18 jul, 2017 beja 22:24
    É engraçado como se fala de xenofobia e racismo e se aponta o dedo a quem falou de uma das realidades do nosso país. ...direitos e mais direitos adquiridos não sei como ....e deveres? ?alguém fala....?eu se não trabalhar não tenho forma de subsistência e cada vez mais vejo os meus descontos e cortes salariais a aumentar ....isto pk?pois aí está a questão...Para alimentar quem não faz nada ...para alimentar quem não trabalha e que não contribui nada da a evolução do nosso país .....assim está o nosso Estado ....cada vez pior é ninguém consegue fazer nada ....quem me dera a mim que o estado me pagasse 1500 € para não fazer nada ..pois oorque esta é a média dos rendimentos que são atribuídos a que não faz nada ...basta ter 5 ou 6 filhos ...eu tenho um e só eu sei as despesas que tenho e as dificuldades que cada vez vão sendo mais insuportáveis ....ha quem ganhe o rendimento e ande de BMW x6 e Mercedes topo de gama eu tenho um carrinho com 15 anos .....depois apontamos o dedo a quem levanta um pouco do "manto" abram os olhos e sejam realistas ....não emcubram as realidades ..toda a gente vê e ninguém faz nada. ..eu para receber o ordenado produzo ha quem receba pára não produzir .....ENQUANTO ISTO CONTINUAR O NOSSO FUTURO E DOS NOSSO FILHOS ESTA PENHORADO
  • 18 jul, 2017 21:50
    Este País é Portugal... E eu apreendi e sou obrigado a saber que ninguém esta acima da Lei e as mesmas são para todos os cidadãos deste país, aquilo que não acontece...
  • Alice
    18 jul, 2017 Fatima 21:34
    Ate que enfim alguem que merecia ser presidente falar de verdades que existem e ser condenado e a prova que temos autoridades de merda a mandar no pais andre ventura tu tens razao a 100% eu tive que imigrar para pagar a minha casa e se cometo um deslize vou a tribunal e estes ciganos estao inpunes em tudo e ainda lhe dao tudo
  • José Afonso
    18 jul, 2017 Valença 20:56
    O que aqui está em causa é a falta de coragem para dizer a verdade. Toda a gente sabe que a maioria dos elementos dessa etnia não cumpre regras, ameaçam toda a gente, nomeadamente no espaço escolar, onde só mantêm os filhos para não perderem os subsídios, gozam de certas regalias que estão vedadas ao cidadão cumum. Porquê o medo de falar nisso?.