Hora da Verdade

Luís Montenegro: “A austeridade do primeiro-ministro nunca foi encapotada, é direta”

13 abr, 2022 - 07:02 • Manuela Pires (Renascença) , Sofia Rodrigues (Público)

Luís Montenegro, candidato à liderança do PSD, acusa PS e o actual presidente da Assembleia da República de criarem “casos com o Chega” para tornar o partido num “actor político-parlamentar central”. Em entrevista ao programa Hora da Verdade, da Renascença e do jornal 'Público', o antigo líder parlamentar evita afrontar Rui Rio mas discorda da proposta – entretanto retirada – do novo ministro da Economia de taxar lucros extraordinários das empresas.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários

Renascença na Ucrânia

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.