Mariupol, Ucrânia

Ataque a maternidade faz 17 feridos, incluíndo grávidas em trabalho de parto

10 mar, 2022 - 11:49 • Sofia Freitas Moreira (edição) Reuters (imagens)

O Presidente ucraniano denunciou, na quarta-feira, que a maternidade da cidade de Mariupol foi atingida por um bombardeamento russo. Pelo menos 17 pessoas ficaram feridas no ataque aéreo, avançou o governador local, Pavlo Kyrylenko. Entre os feridos estão grávidas que se encontravam em trabalho de parto, indica a mesma fonte citada pelas agências internacionais. O ataque terá acontecido durante o cessar-fogo acordado entre as partes.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários

Renascença na Ucrânia

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.