“Patriota” ou "predador”? Críticas e elogios a Trump por causa da parada militar do 4 de Julho

05 jul, 2019 - 10:44 • Redação com Reuters

Uma parada militar, com grande investimento público, foi a escolha de Donald Trump para festejar o 4 de julho, Dia da Independência dos Estados Unidos. Por um lado, a celebração foi criticada por ser uma "exibição de musculatura" feita por um "predador", por outro, o valor investido na cerimónia "nunca é demasiado para com os veteranos que servem agora e no exterior".
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.