Lisboa perde o Café Tati. "O problema não são os turistas, mas o que fazemos com o turismo"

19 set, 2018 - 11:00 • Inês Rocha

É mais uma vítima da especulação imobiliária em Lisboa. O Café Tati, no Cais do Sodré, vai fechar no final deste ano. O bar abriu em 2011 e tornou-se um polo cultural da cidade, ao organizar concertos e jam sessions semanais de música jazz. Naquele local, vai nascer um restaurante, que irá pagar uma renda muito superior à atual. Clientes e músicos que costumam frequentar o espaço lamentam mais um encerramento. "É difícil construir as coisas e é fácil destruí-las", afirmam.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.