"Nada me poderia ter preparado para o sofrimento que vi". Cate Blanchett pede à ONU que não falhe aos rohingya

30 ago, 2018 - 08:12

A Embaixadora da Boa Vontade do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, Cate Blanchett, pediu ao Conselho de Segurança da ONU para não esquecer os rohingya. As declarações da atriz perante o Conselho de Segurança tiveram lugar depois da divulgação de um relatório da ONU sobre a atuação dos militares de Myanmar, acusados de matanças e violações.
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.