Tempo
|
A+ / A-

"Ice Merchants"

Realizador João Gonzalez "ainda a processar" notícia da nomeação para os Óscares

24 jan, 2023 - 17:23 • Pedro Mesquita , Inês Rocha

"Ice Merchants" já soma 45 prémios, mas a nomeação para os Óscares tem um sabor especial. Uma surpresa para a equipa portuguesa, que ainda está a tentar processar a notícia. Sem expectativas sobre a vitória, realizador diz que é momento de "celebrar".

A+ / A-
"Ainda estou a processar". João Gonzalez é o primeiro realizador português nomeado para os Óscares
"Ainda estou a processar". João Gonzalez é o primeiro realizador português nomeado para os Óscares

João Gonzalez ainda não sabe descrever a sensação de ser autor do primeiro filme português nomeado para os Óscares. Desde o momento do anúncio, o telefone não tem parado de tocar. "Ainda estou a processar", confessa, numa videochamada com a Renascença.

Pela primeira vez na história, a 12 de março, em Los Angeles, haverá um filme português candidato a um Óscar. É uma curta-metragem de 14 minutos, realizada por João Gonzalez, com produção de Bruno Caetano.

"Ice Merchants" é um filme sobre perda, laços familiares e sobre o amor, retratados na história de um pai e filho que vivem numa casa gelada no alto de um precipício e, todos os dias, saltam de paraquedas para irem vender gelo a uma aldeia.

A notícia da nomeação foi recebida com surpresa e muita felicidade por toda a equipa. "Foi uma surpresa enorme para todos nós. Acabamos de fazer uma videoconferência com a equipa inteira, que está espalhada em França, em Portugal, e recebemos a notícia ao mesmo tempo que toda a gente. Foi um momento muito bonito", descreve.

Em menos de um ano, o filme somou mais de 45 prémios, tornando-se o primeiro filme de animação português a ser premiado em Cannes e um dos cinco nomeados para os Prémios do Cinema Europeu, ultrapassando mais de uma centena de seleções oficiais em festivais de todo o mundo.

Ainda assim, João Gonzalez considera que este ano a competição nos Óscares é forte, por isso prefere não elevar demasiado as expectativas.

"Eu mantenho sempre expectativas baixas, para mim é uma forma saudável de lidar com a situação. Há filmes muito bons a concurso e, acima de tudo, neste momento estamos a celebrar o facto de ter sido nomeado, que é algo incrível para nós. Tudo o que vier a partir daqui já é um bónus enorme", remata.

O cinema português nunca tinha recebido nomeações para os Óscares da Academia. A curta-metragem de João Gonzalez e Bruno Caetano está nomeada para o Óscar de Melhor Curta Metragem de Animação.

Os outros nomeados ao prémio são “The Boy, the Mole, the Fox and the Horse”, “The Flying Sailor”, “My Year of Dicks” e “An Ostrich told me the world is fake and i believe it”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+