Tempo
|
A+ / A-

JMJ Lisboa 2023

JMJ. Parque Tejo enche-se de peregrinos para vigília com o Papa

05 ago, 2023 - 17:25 • João Pedro Quesado com Lusa

A onda de peregrinos encheu a zona do Parque das Nações, onde muitos deixaram os transportes públicos para se deslocarem a pé. O calor é o elemento mais difícil.

A+ / A-
Jovens a caminho do Parque Tejo prontos para passar a noite ao relento
Jovens a caminho do Parque Tejo prontos para passar a noite ao relento

Veja também:


O Campo da Graça, onde decorrem os últimos eventos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), está, este sábado, a encher de peregrinos que chegam para a vigília. São esperados um milhão de jovens.

A onda de peregrinos encheu o Parque das Nações, obrigando autocarros que transportam peregrinos a andar ao ritmo de caminhada. Também a Gare do Oriente ficou repleta de jovens que usaram o comboio e o metro para chegar à zona este de Lisboa.

O abastecimento, pelos jovens, de kits de alimentação fornecidos pela organização da JMJ e colocados na beira da estrada, está a abrandar a entrada no Parque Tejo.

Os jovens estão a preencher as secções a que estão destinados desde a inscrição. A zona para peregrinos não-inscritos pode ser vista praticamente vazia nas imagens aéreas.

Debaixo de um sol intenso e temperaturas altas, os peregrinos protegem-se do sol com coberturas improvisadas, algumas sombrinhas e guarda-sóis. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou o distrito de Lisboa sob aviso laranja este sábado, aumentando para vermelho no domingo, dia da missa de envio da JMJ.

Nas fontes de água potável, os jovens fazem fila para encherem as garrafas, maioritariamente azuis, antes de aproveitar para se refrescarem.

Muitos jovens estão a recorrer à ajuda médica do INEM devido ao calor. Um técnico do INEM referiu à Renascença que estão "no lodo" para responder a todos os pedidos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+