Tempo
|
A+ / A-

​O que motiva pessoas com deficiência e doença mental a praticar desporto?

21 mar, 2022 - 19:38 • Ana Lisboa

Fundação São João de Deus acolhe em Lisboa, nos dias 22 e 23 de março, um debate internacional sobre a motivação para o desporto.

A+ / A-

A Fundação São João de Deus recebe esta quarta e quinta-feira "quatro parceiros sociais internacionais provenientes de Espanha, Itália e Áustria para construírem o próximo 'Livro branco das motivações para o desporto e para a prática de exercício físico' nas organizações que cuidam de pessoas doentes ou vulneráveis", refere um comunicado da instituição pertencente à Ordem Hospitaleira.

Estas cinco IPSS dos Irmãos de São João de Deus e das Irmãs do Sagrado Coração de Jesus "estão, desde janeiro de 2021, a trabalhar em conjunto no projeto MOVE/ERASMUS+ SPORTS para compreender o que motiva pessoas com vulnerabilidades – onde se incluem as pessoas com deficiência e com doença mental – a praticar, de forma continuada, desporto e exercício físico".

A Fundação, que acolhe este segundo encontro internacional, "escolheu a atividade de golfe como fator de estudo, enquanto os restantes parceiros tomaram outras opções de estudo para que, coletivamente, se possam encontrar os melhores contributos para encontrar os melhores fatores motivacionais".

De acordo com Rui Amaral, Presidente da Fundação São João de Deus e coordenador do grupo de trabalho português, "pretende-se que deste encontro saia uma proposta para o alinhamento de programas e métodos de motivação para a atividade física e desporto em populações vulneráveis, com vista a uma futura harmonização a nível europeu e cujo resultado será plasmado num livro branco europeu subordinado a este tema".

A publicação deste documento está prevista para o final do próximo mês de Junho.

A propósito deste tema, refira-se que de acordo com os dados do último Eurobarómetro de março de 2018, "quase metade dos europeus nunca praticam exercício ou desporto, tendo esta percentagem aumentado gradualmente nos últimos anos".

Na realidade portuguesa "é ainda relevante constatar que, à data do mesmo inquérito, 2 em cada 3 portugueses admitia nunca realizar atividade física ou desporto de forma regular".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+