Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Escola Diocesana de Leiria-Fátima inaugura formação sobre ecologia e ambiente

06 fev, 2022 - 11:21 • Ana Lisboa

A disciplina "Cuidar da Terra, cuidar dos outros" vem na linha do que propõe o Papa Francisco na sua Encíclica Laudato Si.

A+ / A-

Escola Diocesana Razões da Esperança, da Diocese de Leiria-Fátima, vai ter uma nova oferta formativa a partir da próxima terça-feira, dia 8 de fevereiro.

Pela primeira vez e de forma sistematizada, esta disciplina vai dar atenção às questões ambientais e ecológicas, seguindo as orientações que o Papa propõe na sua Encíclica Laudato Si.

Intitula-se "Cuidar da Terra, cuidar dos outros" porque "nós não podemos, como diz o Papa na Encíclica, cuidar do planeta se não cuidarmos daqueles que habitam o planeta", sublinha Miguel Serra, membro da Rede Cuidar da Casa Comum, que vai lecionar esta matéria.

O também professor de Educação Moral e Religiosa Católica explica que o termo ecologia integral "integra estas duas realidades: cuidar da Terra e cuidar dos outros, cuidar daqueles que habitam a Terra. E vamos pôr nesta disciplina muito enfoque nesta reflexão: refletir o ambiente, refletir a criação a partir também do próprio ser humano".

Em seu entender, esta disciplina "pretende despertar nas pessoas, incutir aquilo que são os desafios deixados pelo Papa na Encíclica".

Esta nova disciplina, além de incluir uma abordagem de um ponto de vista mais teológico da Encíclica e das questões que esta levanta, tem também uma reflexão mais pastoral, em que se pretende passar à prática através dos chamados "focos de conversão ecológica", que são pequenos grupos de pessoas que vão aplicar na comunidade aquilo que aprenderam.

É preciso, diz este responsável, "despertar para uma urgência de mudar hábitos sustentáveis, claro, isso não está em questão, todos nós concordamos com isso neste momento, é um ponto comum e de convergência".

Mas é necessário, acrescenta Miguel Serra, "olhar para os outros, não perder isso no horizonte, não perder os outros, os que vivem ao nosso lado, os que nos rodeiam, os que são nossos colegas de trabalho, não perder o foco nesses. É muito para isso que o Papa nos chama a atenção".

Esta formação destina-se "não só a agentes de pastoral, das várias paróquias, dos serviços da diocese, mas a todas as pessoas que tenham o mínimo de interesse, o mínimo de curiosidade sobre esta questão ecológica e que a queiram aprofundar mais. Sublinho que as aulas estão abertas a agentes da cidade, do mundo da cultura, a ativistas nestas questões climáticas que queiram aprofundar esta visão do Papa, esta visão da Igreja, são todos bem-vindos".

Este responsável conclui dizendo que "as aulas estão abertas para crentes e não crentes, estão abertas a toda a gente".

A formação "Cuidar da Terra, cuidar dos outros" vai ter 8 sessões.

Começa na próxima terça-feira, 8 de fevereiro e termina a 17 de maio. As aulas são ministradas duas vezes por mês, sempre à noite, entre as 21 e as 23 horas.

Serão aulas presenciais que vão decorrer no Seminário de Leiria.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+