Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Operação Influencer. MP junto do Supremo já recebeu pedido de António Costa para ser ouvido

03 abr, 2024 - 16:30 • Lusa

António Costa anunciou que deu instruções ao seu advogado para apresentar um requerimento que lhe permita ser ouvido "com a maior celeridade" pela justiça.

A+ / A-

O Ministério Público junto do Supremo Tribunal de Justiça já recebeu o pedido de António Costa para ser ouvido o mais brevemente possível no processo Operação Influencer. A confirmação foi dada pela Procuradoria-Geral da República.

"Confirma-se a receção do requerimento nos serviços do Ministério Público junto do Supremo Tribunal de Justiça (STJ)", informou a PGR numa resposta à Lusa.

Na terça-feira, o antigo primeiro-ministro António Costa anunciou que deu instruções ao seu advogado para apresentar um requerimento que lhe permita ser ouvido "com a maior celeridade" pela justiça para "esclarecer qualquer dúvida" ou suspeita.

"Constituí advogado e dei instruções ao advogado para hoje mesmo apresentar um requerimento junto do senhor coordenador do MP no STJ para que, com a maior celeridade possível possam proceder à minha audição para se esclarecer qualquer dúvida que tenham sobre a suspeita que tenham porque não há nada pior que haver uma suspeita e ela não ser esclarecida", disse António Costa à saída da tomada de posse do Governo de Luís Montenegro.

Manifestando-se "totalmente disponível para colaborar com a justiça", Costa reiterou que, tal como disse quando apresentou a sua demissão, "quem está sujeito a uma suspeição pública" como aquela que existia sobre si "deve preservar as instituições".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+