Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Congresso do PSD

Moedas elogia "fibra" de Montenegro e garante que "nunca faria acordos com a extrema-direita"

25 nov, 2023 - 19:41 • Tomás Anjinho Chagas

Presidente da CM Lisboa afirma que Montenegro "não vacila sob pressão" e considera que o líder do PSD vai tornar-se primeiro-ministro. Discurso foi aplaudido de pé.

A+ / A-

Carlos Moedas elogia a "fibra e dedicação" do atual líder do PSD, Luís Montenegro, e justifica-o com os tempos da Troika em que os dois trabalharam com o governo de Passos Coelho.

Durante o 41º Congresso do PSD, que decorreu este sábado em Almada, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa arrancou um dos maiores aplausos (de pé) do dia. Moedas assinala que nessa altura Montenegro "mostrou a sua fibra e dedicação" e assinala que o então líder parlamentar do PSD "dava a cara" enquanto "outros diziam que não pagavam".

"Tu tens uma característica muito rara: nunca vacilas sob pressão. Por isso serás, não tenho dúvidas nenhumas, o próximo primeiro-ministro de Portugal ”, vaticina Carlos Moedas.

Do rol de elogios, o antigo comissário europeu voltou-se para o rol de críticas ao PS. Moedas diz não aceitar lições dos socialistas no que toca a coligações depois da geringonça. "Vale tudo para o PS", resume.

"Eu posso falar de liberdade porque nunca faria alianças nem com a extrema direita, nem com a extrema esquerda ”, assegura o presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

Depois de já ter estado num evento paralelo organizado por si mesmo, o autarca lisboeta voltou a abanar a bandeira do 25 de novembro e acredita que "foi nesse dia 25 de novembro que Portugal disse que o 25 de abril não tem donos".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+