Tempo
|
A+ / A-

Pacote "Mais Habitação" do Governo

PS volta a aprovar pacote Mais Habitação e devolve "melão" a Marcelo

22 set, 2023 - 15:18 • Tomás Anjinho Chagas

Socialistas confirmam decreto depois de veto político do presidente da República. Isolada no Parlamento, maioria socialista chumbou todas as alterações propostas pela oposição.

A+ / A-

O PS voltou a aprovar, esta sexta-feira, o pacote Mais Habitação, proposto pelo Governo e já vetado pelo presidente da República.

O pacote- apelidado como "melão" por Marcelo Rebelo de Sousa quando foi apresentado pelo Governo em fevereiro- volta para Belém para ser promulgado, já depois de um veto político do presidente.

A confirmação do pacote Mais Habitação contou com os votos a favor do PS, e os votos contra do PSD, Chega, Iniciativa Liberal, PCP e Bloco de Esquerda, e a abstenção do Livre e do PAN.

Num total de 209 deputados presentes que exerceram o direito de voto, 119 socialistas voltaram a aprovar o decreto.

BE pede mobilização

Em reação a esta confirmação, o Bloco de Esquerda lamenta que o PS esteja a utilizar a maioria absoluta para insistir num pacote que não colhe apoios em nenhuma outra bancada.

Nos Passos Perdidos do Parlamento, o líder parlamentar bloquista, Pedro Filipe Soares afirma que "mediante todas as críticas e todo o alarme social", os socialistas "insistem em receitas que não têm nenhuma solução".

"São parte do problema, não são parte da solução", atira o bloquista, que voltou a apelar a que o Governo imponha limites às rendas.

Feito o diagnóstico, o Bloco de Esquerda afirma que "a sociedade civil tem de dizer basta" durante a manifestação que vai decorrer no dia 30 de setembro, organizada pelo movimento "Casa Para Viver".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+