A+ / A-

Galamba anuncia novo aeroporto no primeiro semestre de 2024. Santarém não é opção

20 jun, 2023 - 10:00 • Olímpia Mairos , com redação

"Teremos pelo menos mais 12 anos de aeroporto na Portela”, diz o ministro das Infraestruturas. Autarca de Santarém critica "declaração a quente". Presidente da comissão técnica fala numa "opinião pessoal" de Galamba e diz que "todas as opções" continuam em estudo.

A+ / A-

O ministro das Infraestruturas, João Galamba, aponta o primeiro semestre do próximo ano como o momento para o anúncio da localização do novo aeroporto de Lisboa.

Desta forma, Galamba antecipa em meio ano o prazo anunciado pela ANA Aeroportos.

Em declarações, esta terça-feira, à CNN, o ministro que o Presidente da República quer ver fora do Governo admitiu que “ainda vamos ter de viver” com o aeroporto da Portela por “pelo menos, mais 12 anos”.

Ainda vamos viver com a Portela por muitos anos. Teremos pelo menos mais 12 anos de aeroporto na Portela”, disse.

Questionado sobre a possibilidade Santarém, João Galamba afastou essa hipótese. "Acho longe”, disse.

Sobre a privatização da TAP, o ministro das Infraestruturas adiantou que existem mais de três interessados, mesmo fora do setor da aeronáutica, garantindo ainda que o seu ministério não está interessado em propostas que impliquem a perda do "hub" de Lisboa.

"Todas as opções" continuam na mesa

Contactada pela Renascença, a presidente da Comissão Técnica Independente responsável por elaborar um estudo sobre as alternativas ao aeroporto da Portela diz que "todas as hipóteses" continuam em cima da mesa.

"Todas as hipóteses assumidas no final da fase 1 estão em análise", assegura a engenheira Maria do Rosário Partidário.

"Daquilo que eu ouvi, a única coisa que [o ministro das Infraestruturas] achou é que [Santarém] era muito longe, mas era na perspetiva dele. A Resolução do Conselho de Ministros manda a comissão técnica independente avaliar todas aquelas opções."

Também em declarações à Renascença, o autarca de Santarém critica a "declaração a quente" do ministro João Galamba, que afasta desde já uma hipótese da lista apesar de os estudos encomendados ainda não estarem concluídos.

[atualizado às 14h22]

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+