Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Congresso CDS

CDS. Paulo Portas vem dar sinal de “confiança” a Melo e admite caminho “muito difícil”

03 abr, 2022 - 11:33 • Tomás Anjinho Chagas , Susana Madureira Martins

O antigo presidente do CDS esteve esta manhã no Congresso do CDS para votar nas listas de Nuno Melo. Portas elogia a atitude de união do partido.

A+ / A-

Não vai voltar à política partidária, mas olhando de fora, Paulo Portas acredita que o Congresso demonstrou que o “CDS deitou contas à vida e não fez ajustes de contas”.

O ex-presidente do CDS, durante 16 anos, marcou presença no pavilhão Multiusos de Guimarães, onde decorre o Congresso do CDS esta semana, e onde foi recebido com aplausos por parte dos militantes.

Portas elogia a “coragem e determinação” de Nuno Melo por assumir a liderança do CDS em “condições tão hostis”.

Paulo Portas fala numa situação de “alto risco” onde a “viabilidade” do CDS enquanto partido tem sido posta em causa. Levantar o CDS é, por isso, uma tarefa “muito difícil, com certeza muito difícil”, admite o antigo líder centrista.

A situação vivida no CDS é “excecional” e é isso que justifica a vinda de Paulo Portas a Guimarães, ao Congresso. Ainda assim, o atual comentador político rejeita regressar à “vida partidária”. “Tudo na vida tem um tempo”, defende Portas.

Reação ao discurso de Manuel Monteiro? Paulo Portas prefere não comentar diretamente, mas elogia a atitutde conciliadora de Nuno Melo ao juntar as principais figuras do CDS, sem nunca referir o nome de Manuel Monteiro.

Sobre as zangas que entre os dois ex-presidentes do partido, Paulo Portas deixa-as no passado. “Estamos no século XXI, em 2022. Não estamos no século XX nos anos 90”, assegura.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+