Tempo
|
A+ / A-

Legislativas 2022

Rio admite sair se PS conseguir maioria absoluta. “Houve um voto útil à esquerda absolutamente esmagador”

30 jan, 2022 - 23:41 • Fábio Monteiro

Segundo Rio, “a direita dispersou”, enquanto à esquerda “houve um voto útil absolutamente esmagador”; o PS foi buscar “milhares” de votos ao Bloco de Esquerda e CDU, acusou.

A+ / A-
“Não vejo como posso ser útil”. Rio responde a jornalista em alemão no discurso de derrota
“Não vejo como posso ser útil”. Rio responde a jornalista em alemão no discurso de derrota

Veja também:


“Se se confirmar que o PS tem uma maioria absoluta”, Rui Rio irá abandonar a liderança do PSD. Em reação aos resultados provisórios, o social-democrata disse “não estou a ver como posso ser útil ao PSD”, apesar de estar “numa perspetiva de serviço” sempre disponível para o partido.

Rio foi o primeiro dos líderes partidários a reagir ao resultado das eleições legislativas. Sem nuances, admitiu a derrota do PSD e revelou já ter ligado a António Costa a dar os parabéns pela vitória.

Segundo Rio, “a direita dispersou”, enquanto à esquerda “houve um voto útil absolutamente esmagador”; o PS foi buscar “milhares” de votos ao Bloco de Esquerda e CDU, acusou.

“O resultado que tivemos está muito longe daquilo que pensávamos que íamos ter”, admitiu ainda.

Dito isto, Rio rejeitou falhas na estratégia da campanha. "Continuo a achar que os portugueses não querem para primeiro-ministro alguém especializado em dizer muito mal dos outros", disse.

Em 2019, o PSD elegeu 79 deputados, com 29,187% votos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João Lopes
    31 jan, 2022 Viseu 08:53
    Ri Rio é indigno de pertencer ao PSD: defende o divórcio, o aborto e a eutanásia....
  • Cidadao
    31 jan, 2022 Lisboa 08:25
    Pois, agora que afundou o barco, quer por-se a mexer. Também, ficava lá para quê? Todos vimos a nódoa que foi, como "líder" da Oposição.
  • Cidadao
    31 jan, 2022 Lisboa 08:25
    Pois, agora que afundou o barco, quer por-se a mexer. Também, ficava lá para quê? Todos vimos a nódoa que foi, como "líder" da Oposição.
  • José
    31 jan, 2022 Lisboa 00:57
    Vamos ter mais cabritas e companhia, Lda. O povo tem memórias muito curtas. Esta é a verdade. Mais do mesmo. É mau de mais! Um que fica e outro que não sai.
  • José
    31 jan, 2022 Lisboa 00:49
    Há que saber perder e dar lugar a outros(as). Há que o fazer, para o bem de todos e do país. Há que saber perder e sair. Esta é a verdade. Renovar o Rio em tempo de seca...

Destaques V+