Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Carlos Moedas vence Lisboa por menos de um por cento. Esquerda com mais vereadores

27 set, 2021 - 05:13 • João Malheiro

Chega, Iniciativa Liberal e PAN não conseguiram eleger qualquer vereador.

A+ / A-

A coligação Novos Tempos, liderada por Carlos Moedas, que inclui PSD/CDS-PP/A/MPT/PPM ganhou a Câmara Municipal de Lisboa, com 34,25% dos votos, menos de um por cento de diferença para o segundo classificado.

Fernando Medina, líder da candidatura Mais Lisboa, com PS/Livre, ficou com 33,30% dos votos e não conseguiu renovar o mandato.

Ambas as candidaturas obtiveram sete mandatos de vereador.

Atrás, em terceiro lugar, ficou a CDU, liderada por João Ferreira, que obteve 10,52% dos votos e elegeu dois vereadores.

O último vereador é do Bloco de Esquerda, liderado por Beatriz Gomes Dias, depois de obter 6,21% dos votos.

O Chega, que tinha como protagonista em Lisboa Nuno Graciano, foi a quinta força política mais votada, com 4,41% dos votos.

A Iniciativa Liberal obteve 4,23% e o PAN ficou-se pelos 2,73%.

Num discurso marcado por muitos agradecimentos, Moedas cumprimentou o presidente do PSD, Rui Rio, e do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos.

"Esta campanha é a prova que podemos mudar o sistema, porque a democracia não tem dono", afirmou, acrescentando que os lisboetas disseram "alto e bom som" que queriam mudança.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+