Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Incêndio da Serra da Estrela chega à Guarda e obriga a evacuar praia fluvial

10 ago, 2022 - 18:43 • Redação

Várias pessoas foram retiradas da praia de Videmonte esta quarta-feira à tarde.

A+ / A-

O incêndio que lavra na Serra da Estrela já chegou à Guarda e obrigou esta quarta-feira a evacuar a praia fluvial de Videmonte.

Pelas 18h30, as chamas estavam a ser combatidas por 1.149 operacionais, apoiados por cinco meios aéreos e 370 viaturas.

O presidente da Câmara da Guarda, Sérgio, Costa, diz à Renascença que se as chamas não forem dominadas nas próximas horas poderão colocar em risco várias aldeias.

O autarca diz que o fogo está "muito longe de estar controlado" e revela que já pediu um reforço de meios.

O fogo lavra há cinco dias. Deflagrou no sábado, pelas 3h00 da madrugada, junto à localidade de Garrocho, no concelho da Covilhã.

O incêndio já é o maior do ano em Portugal, com 9.532 hectares de área ardida até às 17h30 desta quarta-feira. Os dados foram recolhidos pela Renascença junto do Sistema Europeu de Informação sobre Incêndios Florestais (EFFIS).

O fogo já destruiu 10,7% do Parque Natural da Serra da Estrela.

Nove meios aéreos em Oliveira do Hospital

Outra incêndio que está a preocupar as autoridades lavra no concelho de Oliveira do Hospital.

Nove meios aéreos e 254 operacionais encontram-se a combater duas frentes, disse à agência Lusa fonte da Câmara Municipal.

José Francisco Rolo diz que o incêndio começou em Meruge, uma freguesia no limite do concelho de Oliveira do Hospital com o concelho de Seia (Guarda), por volta das 15h00.

“O fogo já chegou a Seixo da Beira e vai em direção à Sobreda. Temos duas frentes: uma vai em direção a Seia e outra em direção a Viseu”, descreveu.

De acordo com o autarca, as chamas lavram numa zona de “povoamento disperso e de quintas”.

“Está muito vento e isso preocupa-nos”, acrescentou.

[notícia atualizada às 19h53]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+