Tempo
|
A+ / A-

Ramos Pinheiro. A responsabilidade social "deve ser o pilar" da ação de todos

26 mai, 2022 - 09:19 • Inês Braga Sampaio

"Vivemos num país em que nenhum de nós pode viver descansado enquanto 10, 15 ou 20% da população corre o risco de enfrentar ou já enfrenta o limiar da pobreza", sublinhou.

A+ / A-

A responsabilidade social deve ser o pilar da ação de todos, desde os políticos a cada cidadão, considera o diretor do Conselho de Administração da Renascença José Luís Ramos.

No discurso de abertura da conferência "Pós-Pandemia, Recuperação e Resiliência do Pilar Social em ano de descentralização de competências", esta quinta-feira, em Gaia, Ramos Pinheiro salientou que "tem de se pensar nas pessoas, porque são as pessoas o fulcro e o grande objetivo das nossas organizações".

"Vivemos num país em que nenhum de nós pode viver descansado enquanto 10, 15 ou 20% da população corre o risco de enfrentar ou já enfrenta o limiar da pobreza. A responsabilidade e a preocupação e o olhar sociais fazem parte do ADN da Renascença. Deve ser o pilar da abordagem de todos", assinalou.

Destacou que a responsabilidade dos media é "ligar a sociedade e articulá-la no debate" relativamente a temas que têm impacto na sociedade.

"Também a guerra já anuncia uma crise alimentar que terá efeito global. São temas que, aliados à questão da pandemia e à importância da responsabilidade social, devem animar-nos para debater", completou.

Um ano após a Conferência “Pandemia: Respostas à Crise”, a Renascença e a Câmara Municipal de Gaia voltam a associar-se para debater a recuperação e resiliência do pilar social.

Nesta quinta-feira, entre as 9h00 e as 13h00, personalidades do setor social e autarcas de vários pontos do país reúnem-se no Auditório da Assembleia Municipal de Gaia para debater medidas e respostas eficazes aos maiores desafios sociais Pós-Pandemia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+