Tempo
|
A+ / A-

PSP faz um minuto de silêncio em memória do agente morto

21 mar, 2022 - 14:27 • João Carlos Malta

Homenagem decorre hoje às 15h00. A PSP apela a que todos os cidadãos se juntem à iniciativa.

A+ / A-

A Polícia de Segurança Pública anunciou numa publicação nas redes sociais que esta segunda-feira, pelas 15H00, “todo o pessoal da PSP fará um minuto de silêncio, em homenagem ao nosso camarada Fábio Guerra, em sinal de reconhecimento pelo contributo extremo do nosso Polícia”.

Na mesma publicação, a Polícia convida “todos os nossos concidadãos a associarem-se à PSP nesta iniciativa”.

Fábio Micael Serra Guerra, agente da Polícia de Segurança Pública desde 2019, faleceu na sequência de desacatos no dia 19, pelas 6H30, em Lisboa, quando juntamente com mais três colegas da PSP tentou evitar uma rixa entre dois grupos rivais à porta de um estabelecimento de diversão noturna.

Dois dos agressores identificados são fuzileiros e pertencem à Marinha.

A PSP lembra que Fábio ainda que se encontrasse fora de serviço, “não hesitou em intervir para tentar fazer cessar violentas agressões que ocorriam entre cidadãos”.

“Na sequência da sua intervenção, foi agredido, e sofreu lesões que acabaram por lhe provocar a morte”, recorda o comunicado.

A PSP diz que o agente Fábio Guerra “honrou, até às últimas consequências, a sua condição policial e o seu juramento de “dar a vida, se preciso for”, num gesto extremo de generosidade e sentido de missão”.

“A PSP e toda a sua família policial manifestam publicamente, aos familiares e amigos do nosso camarada falecido, votos de pesar, apoio e solidariedade” acrescenta a mesma missiva.

A mensagem de homenagem termina com um “Até sempre camarada”.

Numa nota de pesar, a Marinha Portuguesa "lamenta profundamente o falecimento do Agente da Polícia de Segurança Pública, Fábio Guerra", "reiterando que se encontra disponível para colaborar com as autoridades policiais, com vista ao apuramento de todos os factos".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria
    21 mar, 2022 Palmela 15:02
    Qual cravinho? Aquele que se planta num vaso?
  • Maria
    21 mar, 2022 Palmela 14:59
    Forcas do estado " a armar barraca nas discotecas! Governo nao existe !

Destaques V+