Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Governo diz que alívio de restrições será "progressivo, gradual e cauteloso"

15 fev, 2022 - 17:27 • Lusa

O secretário de Estado Lacerda Sales afirma que os indicadores estão a melhorar e acredita que as restrições pandémicas vão começar a ser levantadas.

A+ / A-

Veja também:


O secretário de Estado Adjunto e da Saúde disse hoje que é de esperar "alívio nas restrições" impostas pela pandemia de covid-19, mas que esse alívio será "progressivo, gradual, cauteloso".

À saída de uma sessão no Infarmed, em Lisboa, António Lacerda Sales notou que os indicadores, "quer ao nível da incidência, quer ao nível do índice de transmissibilidade, quer ao nível da pressão sobre os serviços de saúde, são bons".

"São bons indicadores, que nos dão algum otimismo, alguma confiança, alguma tranquilidade, para podermos acreditar que, sim, vamos ter alívio nas restrições", reconheceu, frisando que há que "ouvir os peritos" na quarta-feira.

Simultaneamente, assinalou, ainda há "alguns indicadores" que "preocupam, nomeadamente o número de mortes por milhão de habitantes", e que impõem "uma ponderação".

Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 55 mortos e 18.135 infetados com Covid-19.

Segundo os dados do relatório diário da Direção-Geral da Saúde desta terça-feira, há uma descida do número de internados. Há agora 2.270 pessoas com Covid-19 internadas nos hospitais portugueses, menos 94 do que ontem, das quais 147 em cuidados intensivos (menos uma).

O autoagendamento da vacina contra a Covid-19 foi alargado para as crianças entre os 5 e os 11 anos de idade, em exclusivo para o próximo sábado, dia 19 de fevereiro.

O processo de vacinação decorrerá "no sábado, dia 19 de fevereiro, na parte da manhã, no local mais conveniente, de acordo com a disponibilidade e a capacidade instalada dos postos de vacinação existentes", adiantam os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), em comunicado.

Os pais ou responsáveis legais das crianças podem realizar o agendamento através do Portal da Vacinação criado para o efeito.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+